img { max-width: 100%; height: auto; width: auto\9; /* ie8 */ }

Pesquisar este blog

sexta-feira, 1 de setembro de 2017

CEARÁ PREPARANDO-SE PARA RECEBER MAIS TURISTAS

Antonio Jose de Oliveira
Pres Abrajet CE
Conforme lemos, recentemente, num dos jornais de grande circulação do Ceará, a próxima alta estação, em nosso Estado, mormente na capital, a “Loira Desposada do Sol”, promete ser mais expressiva, em termos da vinda de turistas, mediante a concretização de novos voos, inclusive para a internacional praia de Jericoacoara (Jeri), responsável por um fluxo de turistas estrangeiros e nacionais do que na alta estação do mês de julho último. Eis parte de outros incentivos, para incrementar esse segmento econômico nas plagas alencarinas.
Como presidente da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo (Abrajet-Ceará), sentimo-nos satisfeito com a nova perspectiva de atrair mais visitantes à “Terra de Iracema”, desejo que acalentamos, há anos, pois o potencial turístico cearense tem condições de alcançar esse objetivo, isto é, receber,  anualmente,  uns três milhões de turistas ou mais, caso os governos estadual e municipais, em parceria com a iniciativa privada do ramo, invistam mais recursos financeiros, tanto na infraestrutura de suporte ao segmento, quanto na promoção do que de belo, útil e agradável possuem as cidades turísticas do interior (serra, sertão e litoral) e, sem dúvida, Fortaleza.
 Outra informação, que nos deixou animado, relaciona-se ao aumento do número de desembarques, no Aeroporto Internacional Pinto Martins, registrando crescimento de 26% de passageiros, oriundos de voos internacionais no mês de julho de 2016. Citando-se, ainda, dados, creditados à Polícia Federal do Ceará, os desembarques passaram de 11.775 passageiros, em julho de 2016, para 14.423 passageiros em julho do ano em curso.   
Vale ressaltar que, na atualidade, os habitantes do Ceará dispõem de voos – diga-se de passagem – diretos com destino à Argentina, Colômbia, Cabo Verde, Alemanha, Estados Unidos, Guiana Francesa e Portugal, significando um percentual de 52% do total de visitantes, atentando-se para o que disse o secretário do Turismo do Estado, Arialdo Pinho, a um jornal de Fortaleza. Ele reportou-se, também, à vinda de turistas estrangeiros, desembarcados em outras capitais, a exemplo de São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador e Recife.   
Baseando-nos, outrossim, em dados da Polícia Federal, os turistas, vindos ao Ceará, na alta estação de julho último, eram, predominantemente, residentes na Europa. Agora, um registro da presença dos visitantes do exterior ao Ceará: Argentina (23,7%); França (18,8%); Portugal (11%) e Itália (14,7%10,2%). Isso somente no mês de julho de 2017. Um dado, divulgado por Arialdo Pinho, que nos chamou a atenção, foi o gasto “per capita” de turista internacional ser de R$ 4.548,50 e com permanência de 9,7 dias. 
Mais um dado interessante: 64,3% deles ficaram na rede hoteleira formal, compreendendo hotéis, resorts, flats, pousadas e albergues. O restante deu preferência a hospedar-se em casas de parentes, amigos e/ou aluguéis por temporadas. Acrescentou o dirigente da Setur que a maioria dos turistas é detentor de curso superior (82,2%); com idade de 26 a 50 anos (65,8%); e 42% vieram na companhia de familiares. 
Eis, assim, caro leitor do jornal “on-line” Rota do Sol Turismo, de propriedade do decano da Imprensa Turística do Ceará, jornalista e abrajetiano José Carlos de Araújo, uma síntese do que foi publicado, por um veículo impresso de grande circulação, no Ceará, trazendo dados da Polícia Federal do Estado e do secretário Arialdo Pinho, titular da pasta estadual do Turismo. Ante o exposto, afirmamos ser importante e oportuno sabermos como vem comportando-se o turismo de lazer, religioso  e de negócios, no Estado do Ceará, cujo principal portão de entrada de turistas é Fortaleza, onde a Prefeitura, por intermédio da Secretaria Municipal do Turismo (SetFor), na pessoa do titular Alexandre Pereira e sua equipe, está preocupada em deixá-la aparelhada, em termos de infraestrutura física, a melhoria dos serviços públicos, incluindo transportes, mobilidade, limpeza das ruas, avenidas, praias, ampliação e conservação das praças, monumentos históricos, requalificação de ambientes públicos, na orla marítima, e outras benfeitorias, capazes de satisfazer  habitantes e turistas. 
Destaque-se, aqui, a parceria, entre Prefeitura de Fortaleza (secretarias) e o trade turístico local, levando ao conhecimento de vários representantes de associações, sindicatos, e da sociedade o que está sendo e será realizado, para melhorar as condições de vida de quantos residem e de quem vem desfrutar suas horas de lazer na capital mais acolhedora do Brasil, sem qualquer bairrismo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário