Pesquisar este blog

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

CALEIDOSCÓPIO - CONJOTUR: AGREGAR E DIVULGAR O TURISMO / AGORA PARECE QUE VAI

CONJOTUR: AGREGAR E DIVULGAR O TURISMO
Há anos convivendo com o jornalista baiano Carlos Casaes, em nossos diálogos nos sentimos incomodados com o distanciamento verificando nos últimos tempos entre colegas de ideias comuns de outros estados que também trabalham na área do turismo. Divergências de opiniões e conduta em geral são motivo para que o convívio se distancie.  Então, pensamos que deveríamos ter um órgão que agregasse confrades de pensamentos idênticos com o nosso, quais fossem o de ativar cada vez mais o contato e continuar promovendo de modo positivo o turismo do Brasil. Das conversas aos fatos, por iniciativa do Casaes e em sua residência, em Salvador, houve uma reunião com a presença de muitos companheiros, ocasião em que foi oficialmente fundada a Confraria Nacional de Jornalistas de Turismo, com dois objetivos: praticar a verdadeira confraternização, contando com a participação da família,  e, também, formar uma frente solida para divulgar e promover fortemente, com ética,  o turismo brasileiro. Nas suas regras estabelecido está que o órgão não adota políticas classista nem partidária A entidade não se propõe a ser grande pelo número de integrantes e sim pela presença de jornalistas de todos os estados que comunguem com o mesmo ideal. A Consolidação da Confraria ocorreu na semana passada, na quinta-feira, anunciada na Assembleia Legislativa do Estado, por ocasião da reunião do Fórum de Turismo do Ceará, e concretizada na tarde/noite de sexta-feira,  no auditório da ALMONT, entidade dos lojistas da Monsenhor Tabosa. Com a presença de jornalistas do Rio Grande do Sul, do Rio de Janeiro, de Minas Gerais, da Bahia, de Alagoas, de Pernambuco, da Paraíba e do Ceará houve discussão e aprovação do Regulamento do novo órgão. Neste registro, pela Conjotur, aliado aos demais colegas, queremos agradecer e exaltar o receptivo apoio que tivemos da cadeia produtiva do turismo do Ceará, de modo especial ao Fórum de Turismo do Ceará, que conosco participou efetivamente da notável programação realizada, de 14 a 17 últimos, em Fortaleza. Afirmamos que o irrestrito apoio do empresário Pedro Carlos e do seu companheiro de Coordenação no Fórum, Edgar Sá, foi o responsável pela beleza de programação direcionada aos jornalistas da Conjotur,  na Capital e em Aquiraz, na primeira capital do Ceará  obsequiados pela professora Indira Guimarães,  Secretária Executiva de Turismo, e Cláudio Sidrim Targino,  “cap”  da excelente  Engenhoca,  onde está o Museu da Cachaça Colonial e amplo e diversificado parque de lazer.  
AGORA PARECE QUE VAI – Não é que o “Fortaleza” está fazendo bonito na fase final do Campeonato Brasileiro da 3ª Divisão! Quase o ano inteiro desacreditado pela grande maioria dos torcedores, os jogadores encarnaram a garra tricolor e superaram obstáculos. Foram valentes no primeiro jogo do tal “mata-mata” e venceram o Tupi de Minas Gerais por convincente placar de 2 X 0. A vantagem é boa para o jogo final, decisivo sobre qual dos dois irá ascender à Segunda Divisão. Um empate ou uma derrota por 1 X 0 promove o Tricolor de Aço. Uma derrota por dois gols leva à decisão por penaltes. Se perder por 3 x 0, babau, o drama de oito anos continuará, para a tristeza geral de uma imensidão de torcedores. Não acreditamos que este drama continue.

ENCONTROS COM INVESTIDORES - O CEARÁ PARTICIPOU DE VÁRIOS EVENTOS NA CHINA

Delegação Cearense na China
O Governo do Ceará participou de uma série de eventos com investidores no continente asiático. Na sexta-feira passada, o governador Camilo Santana viajou para a China para uma reunião com o banco de desenvolvimento chinês e assinatura de compromisso financeiro para o investimento de construção da refinaria, no Complexo Industrial e Portuário do Pecém ( CIPP).
Para apresentar as potencialidades do CIPP aos investidores asiáticos, a Secretaria do Desenvolvimento Econômico (SDE) e a Cearáportos participaram da Missão Ásia – Investimentos em Portos Brasileiros, a convite da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), do Governo Federal, na China (Xangai e Hong Kong), em Singapura, de 12 até terça-feira, 19. Já a Zona de Processamento de Exportação do Ceará (ZPE-CE) esteve na Feira Internacional de Investimento e Comércio da China (CIFIT), que aconteceu de segunda feira até ontem, em Xiamen, também na China.
O titular da SDE, Cesar Ribeiro, e o presidente da Cearáportos, Danilo Serpa, apresentam o Ceará e o Porto do Pecém aos investidores asiáticos. O objetivo da missão da Apex Brasil é promover oportunidades de investimentos em portos brasileiros, especificamente atração de recursos para projetos e apresentar a empresas asiáticas alguns portos brasileiros. Além do Porto do Pecém, participam da missão o Porto do Itaqui (MA), Porto do Açu (RJ), Porto Central (ES), Porto de Belém (PA), Porto de Paranaguá (PR), Porto de Santana (AP) e Porto de Santos (SP) e Porto de São Sebastião(SP). Apenas dois desses portos brasileiros foram convidados a apresentar individualmente suas potencialidades e participar de reuniões privativas com empresas locais, entre eles o do Pecém.
PORTO DO PECÉM - O Terminal Portuário do Pecém é um elo na cadeia logística do transporte marítimo e tem como um de seus objetivos viabilizar a operação de atividades portuárias e industriais integradas, imprescindíveis ao desenvolvimento de um Complexo Industrial do Pecém, assumindo por isso as características de Porto Industrial. Ele é constituído de 03 (três) piers marítimos.
Por se tratar de um terminal "off shore", os Piers de atracação estão protegidos da ação das ondas e correntes por um quebra-mar de berma, na forma de "L" com 2.770 m de extensão. Os piers são ligados ao continente por uma ponte rodoviária que interliga o Pátio de Armazenagem às instalações de atracação de navios.

QUE SEJA ATUANTE A CONJOTUR!

Antonio Jose de Oliveira
Pres Abrajet CE
De quinta-feira até sábado último, do corrente mês, estivemos na companhia de amigos jornalistas, oriundos dos Estados do Rio G. do Sul, Rio de Janeiro, Bahia, Alagoas, Pernambuco, Paraíba e Minas Gerais, todos residentes nas capitais dos citados Estados, participando do II Encontro Nacional da nova Confraria Nacional de Jornalistas de Turismo - Conjotur. 
A consolidação da recém-criada e prestigiada Associação Nacional de Jornalistas de Turismo – Conjotur – idealizada por Carlos Casaes (Salvador-BA) e José Carlos de Araújo (Fortaleza-CE), contou, ainda, com a colaboração, na programação do evento, de Antonio José de Oliveira e José Carneiro Rangel, além do indispensável apoio do Fórum de Turismo de Fortaleza (Fortur), nas pessoas dos coordenadores Pedro Carlos Fonseca e Edgar Sá, sem falar do envolvimento de várias entidades do trade turístico local, o que não seria possível alcançar o êxito do II Encontro Nacional de Jornalistas de Turismo, caso o trade turístico não tivesse dispensado a necessária ajuda aos jornalistas visitantes.
Como presidente da Abrajet-Ceará, não só aderimos à supracitada confraria, bem como participamos da reunião de sua consolidação, incluindo passeios a pontos turísticos de Fortaleza, Aquiraz e Iguape, nos quais compareceram lideranças do trade, da política, como o prefeito de Caucaia, Naumi Amorim, seu secretário de turismo e auxiliares. Registramos, também, empresários e gestores públicos que impulsionam o desenvolvimento sustentável e solidário do turismo cearense, que não os nominamos a fim de que possamos esquecer de alguns, o que seria uma desatenção para eles.
Bem! Os agradecimentos a todas as organizações parceiras foram dados, por ocasião de cada momento vivido, nos locais de atração turística e na presença dos responsáveis por equipamentos desse segmento econômico e quem está à frente de todas elas, buscando fazer o melhor pelos turistas que vêm a Fortaleza e aos municípios vocacionados para o turismo no Estado do Ceará. 
A verdade é que o Turismo Cearense, graças ao apoio logístico e à ajuda financeira de governantes estaduais e municipais, englobando empresários, atrai atrair mais turistas nacionais e internacionais, mediante a promoção, em parceira, na divulgação, do que Fortaleza e o Ceará possuem de belo, útil e agradável, atrativos capazes de deixar os turistas nacionais e estrangeiros satisfeitos e com o desejo de retornarem às plagas da “Terra de Iracema”. Em termos de infraestrutura física de suporte ao turismo, Governo e a prefeitura de Fortaleza estão executando obras fundamentais, para satisfazerem a população e quem se desloca de seus Estados, com o objetivo de desfrutar férias, negócios e outros afazeres em terras alencarinas, com maior frequência, nos Litorais e nas Serras. 
Mas, precisamos melhorar, no tocante aos serviços públicos e da iniciativa privada do ramo, pois existem alguns senões que podem denegrir a imagem turística do Ceará Nas visitas realizadas aos polos receptivos, foram constatadas algumas irregularidades, como: a venda de produtos chineses e industrializados, misturados com o genuíno artesanato criativo e variado, confeccionados pelas mãos hábeis de mulheres-rendeiras no Centro das Rendeiras Miriam Mota, em Iguape-CE, constatado pelo coordenador-geral do Fórum de Turismo de Fortaleza (Fortur), empresário e Engenheiro Civil Pedro Carlos Fonseça.
Outro fato, observado pela amiga e presidente da Abrajet-Paraíba, Messina Palmeira, foi ela ter comido uma tapioca, com recheio de margarina e coco industrializado, em um quiosque do maior parque aquático, na orla marítima do Brasil, o famoso e atrativo complexo turístico Beach Park. Vender tapioca, preparada com margarina e coco industrializado, num ambiente público, mais visitado de Fortaleza por turistas, não é recomendável e quem a comer sai criticando essa falta de consideração. Atenção, cara e competente Relações Públicas do Beach Park, jovem Gisele Costa, que tivemos o prazer de conhecê-la e de ser fotografado a seu lado, oriente o(a) proprietário(a) do quiosque que vende tapioca, refrigerantes e água de coco, a usar a manteiga de coco ralado nas tapiocas. Eis, pois, dois senões presenciados no decorrer dos pontos turísticos visitados pelos membros da Confraria de Jornalistas de Turismo. Destacamos, ainda, um pedido do coordenador do Fórum de Turismo, Pedro Carlos, aos jornalistas: critiquem, construtivamente, o que veem de incorreto, nas atividades turísticas, por parte das iniciativas pública e privada, e ajudem, com a divulgação, em seus veículos de comunicação de massa, a continuidade das barracas, na Praia do Futuro, patrimônio turístico de Fortaleza. Gente, obrigado pela compreensão do registrado. Que seja profissional atuante, ética e transparente a Confraria Nacional de Jornalistas - Conjotur.
CONSOLIDOU-SE A CONFRARIA -  Fundada em Salvador no dia 8 de Junho passado, a COFRARIA NACIONAL DOS JORNALISTAS DE TURISMO teve a sua consolidação em Fortaleza, semana que passou, durante uma programação que venceu todas as espectativas. Fortaleza, leia-se José Carlos de Araújo (que edita esta ROTA DO SOL), apoiado de forma magnífica por Pedro Carlos da Fonseca e Edgar Sá (Coordenadores do Fórum de Turismo), nunca foi tão pressurosa aos profissionais especializados da comunicação brasileira.
A programação não foi somente compacta mas de qualidade acima do imaginado, não faltando a generosa hospedagem nos hotéis Costa Mar, Fortaleza Mar, Praia Centro, Sonata de Iracema, Vila Mayor, Marina Park, gentilmente proporcionada pelos seus dirigentes.
PROGRAMAÇÃO FANTÁSTICA -  Desde a recepção do FORTUR na Assembléia Legislativa do Ceará, a programação seguiu-se com as boas-vindas na Barraca Beira Mar Gril, jantar e show de humor, no primeiro dia. Dia seguinte foi a vez de “city-tour” por Fortaleza, com recepção na Cooperativa do Mercado Central;  recepção pela Secretária de Turismo de Fortaleza, representada por Erik Vasconcelos, no Centro Cultural Belchior, continuado por passeio pelo calçadão da Praia de Iracema e visita ao Museu da Fotografia, culminando com o almoço no espetacular “O Pirata”,  com recpção de Rodolfo Trindade e show, proporcionado pela Secretaria de Caucaia.  Seguiu-se ato de interação com os Secretários de Turismo de Aracati, Camocim, Caucaia, Jericoacoara e Joazeiro do Norte. Na sede da ALMONT – Associação dos Lojistas da Monsenhor Tabosa, recebidos com coquetel, os confrades promoveram reunião de consolidação definitiva, com aprovação do seu Estatuto. A recepção da noite ocorreu na Barraca Marulho, com show musical. Aplausos para a recpção da proprietária do excelente estabelecimento da Praia do Futuro, Maria de Fátima Borges, que também é a presidente da Associação dos Barraqueiros da orla.  O último dia foi intenso, com visita ao Município de Aquiraz, recepcionados pela Secretária de Turismo local, Indira Guimarães,  sequenciado por visita às atrações turísticas, inclusive ao Museu de São Joisé de Ribamar e à secular Igreja Matriz e complementada pela visita ao Museu da Cachaça, a Vila Engenhoca e ao Parque Temático Engenhoca, onde ocorreu o almoço. Programa continuado com visita ao Engenho São Luiz e às rendeiras do Iguape, ao que prosseguiu passeio para conhecer as atrações do Beach Park. A noite, “open drink” a Boate Órbita (Dragão do Mar).
JORNALISTAS EMPOLGADOS -  Não é custoso imaginar a empolgação dos profissionais da comunicação que participaram dessa iniciativa. A partir da fundação da entidade que, como disse, ocorreu em Salvador, na presença de Carlos Casaes (SSA), José Carlos Araújo (FOR), Flávio Gomes de Barros (MAC), Ivaldo Pinto de Barros (MAC), Sérgio Moreira (BEL), Edmundo Lemos (SSA), Luiz Felipe Moura (REC) e Saulo Barreto (JOP). 
Em Fortaleza, consolidando a fundação e aprovando o seu Estatuto, o grupo foi composto por José Carlos Araújo (FOR e anfitrião), Carlos Casaes (SSA), Jurema Josefa (POA), Arnaldo Moreira (RJ), Sérgio Moreira (BHZ), Ivaldo Pinto de Barros (MAC), Luiz Felipe Moura (REC), Messina Palmeira (JOP), Fernando Duarte (JOP), Antônio José de Oliveira (FOR), Sérgio Neves (BHZ), e José Carneiro Rangel (FOR).
PROFISSIONAIS E AMIGOS REÚNEM-SE PERIODICAMENTE - A Confraria é, e continuará a ser, integrada por profissionais da comunicação especializada e, sobretudo, amigos, não descartando a permanente vigília em defesa do turismo como importantíssima atividade econômica. Todos editam publicações que têm nesse viés o seu objetivo
O Estatuto da entidade – que não é de classe – foi aprovado em Fortaleza e já tem como meta próximas reuniões no Rio Grande do Sul e em Pernambuco. Como um dos seus pontos básicos, decidiu-se que a admissão de novos associados somente ocorrerá por unanimidade da aprovação dos seus integrantes. Esse pormenor significa a exigência rigorosa do carater moral, profissional e pessoal de cada um dos que venham a ser propostos.
ALVÍSSARAS PARA A CONFRARIA - É de se observar que a Confraria Nacional dos Jornalistas de Turismo, recém-fundada, tem início alvissareiro, diante do entusiasmo e da qualificação dos que lhe deram vida, bem assim do começo das suas andanças, diante da excelência da recepção promovida em Fortaleza.
Uma outra premissa da novel entidade é que não há objetivo de quantidade, na sua constituição, mas e sobretudo de qualidade. A qualificação dos seus integrantes será pedra basilar para o seu acesso. Um pormenor é que a unanimidade dos que lhe deram vida é integrada por companheiros que são próximos e cultivam a amizade já há várias décadas.

CIRCUITO GASTRONÔMICO DA PAMPULHA - RESTAURANTES CRIAM PRATOS CRIATIVOS E CHEIOS DE SABOR

Gnocchi alla Milano do Anella Ristorante
O Circuito Gastronômico da Pampulha está na sua oitava edição com uma saborosa e extensa programação na região que recebeu o título de Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO. Desde o dia 11 e até   05 de novembro, chefs dos dezessete restaurantes participantes buscam inspirações na temática do Modernismo para a criação dos pratos sugestões. 
Assim como na edição passada, todas as informações e votação podem ser feitas pelo celular. Por meio do aplicativo, o público poderá adquirir o prato do acompanhante com 100% de desconto nos restaurantes participantes do Circuito. Além de degustarem sabores únicos, turistas e belo-horizontinos terão acesso às promoções, nomes e fotos de pratos e restaurantes, valores e outras informações. 
São os seguintes os restaurantes participantes do Circuito: Anella. Barólio, Burgueria Pampulha, Degraus, La Palma, 
Olegário Pampulha, Paladino, Petisqueira Pampulha, Planeta Lúpulo,  Quintal Pampulha, Sushinoto,  Taberna Livorno, Tokyo, Sushi Longe, Tudo na Brasa, Único Pampulha,  Villa Celimontana e Xapuri.  
NOVIDADES -  Este ano, além dos pratos-sugestões servidos nos restaurantes participantes, o Circuito Gastronômico da Pampulha contará com duas deliciosas novidades: um Festim e Cozinhas-show, eventos que irão proporcionar ao público a oportunidade de vivenciar novas experiências gastronômicas. 
O Festim será realizado no dia 26 próximo, às 20h, no Iate Tênis Clube, com um jantar harmonizado e participação por meio de adesão. Já as cozinhas show serão de 17 a 22 de outubro, na região da Pampulha, com aulas abertas ao público, ministradas por grandes chefs mineiros. 
AÇÃO SOCIAL -  Com o intuito de contribuir para a região da Pampulha, a cada prato vendido será doado pelo restaurante participante o valor de R$ 2,00 para o movimento “Somos Pampulha”. 
O “Somos Pampulha” tem como objetivo revitalizar a região e desenvolver ações de educação ambiental como palestras em escolas, limpeza de nascentes, plantio de árvores, entre outras ações. 
PATROCINADORES - O Circuito Gastronômico da Pampulha conta com Apresentação do Programa +Gastronomia e da Mineraria e do Governo do Estado de Minas Gerais, por meio da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig), além do patrocínio da Backer e da Ultragaz. (Jornalista Sérgio Moreira – Abrajet/MG).

NAS AMÉRICAS - NOVO MOMENTO NA HISTÓRIA DAS PEREGRINAÇÕES

No dia 12 de outubro começa um novo momento na história das peregrinações nas Américas. Acontecerá a 1ª Caminhada Internacional do Caminho das Missões, integrando Argentina e Brasil, passando por vários sítios arqueológicos, Patrimônios Culturais da Humanidade, e diversas pontos ligados a história das Missões.
Serão 410 km de caminhada e 18 dias percorrendo estradas em campos, cidades e florestas, convivendo com as comunidades hermanas e acolhedoras conhecendo o cotidiano, a cultura e as peculiaridades de cada região.
Para marcar esse momento histórico, está sendo preparado um grande evento no início da Caminhada entre San Ignácio Mini, na Argentina, e na chegada em Santo Ângelo, no Brasil. Ao longo do trajeto cada ciudad e cidade receberão os peregrinos de maneira especial.
O roteiro será o seguinte:
1° Dia, 12/Quinta-feira – Corpus à San Ignácio Mini – Argentina.2º dia, 13- - San Ignácio Mini à Nuestra Señhora de Loreto. 3º dia, 14 - Loreto à Santa Ana/Don Rodolfo. 4º dia, 15- Don Rodolfo à Cerro Azul. 5º dia, 16-  Cerro Azul à Escola 590 (Mártires). 6º dia 17– Escola 590 /Santa Maria la Mayor / Itacaruaré. 7° dia, 18,- Itacaruaré / San Javier / Porto Xavier. 8° dia, 19, Porto Xavier a Assunção de Ijuí. 9° dia, 20,  – Assunção de Ijuí à Pirapó. 10° dia,  21- Pirapó à São Nicolau. 11º dia, 22, - São Nicolau à Rincão dos Teixeira. 12º dia, 23 -  Rincão dos Teixeira a São Luiz Gonzaga. 13° dia, 24- São Luiz Gonzaga à Laranja Azeda. 14° dia, 25- Laranja Azeda ao Santuário do Caaró. 15º dia 26- Santuário do Caaró a São Miguel das Missões. 16º dia, 27- São Miguel das Missões à Carajazinho. 17º dia, 28- Carajazinho ao Parque das Fontes. 18º dia,  29- Domingo - Parque das Fontes a Santo Ângelo
VALOR POR PEREGRINO: R$ 3.754,00. Inscrições: www.caminhosdamisses.com.br

APOIO DO MTUR PARA ESTRUTURAÇÃO DAS REGIÕES TURÍSTICAS

Estação das Docas
O Ministério do Turismo divulgou em seu Portal o resultado final da Chamada Pública nº 001/2017 para seleção de propostas de projetos destinados para o Apoio ao Ordenamento e Estruturação das Regiões Turísticas. Ao todo, nove estados brasileiros foram contemplados e receberão R$ 250 mil por projeto, em um total de 13 projetos selecionados.
O edital faz parte do Plano Brasil + Turismo, pacote de medidas lançado em abril pelo Ministério do Turismo para fortalecer o setor de viagens no Brasil. Os recursos serão destinados para garantir a melhoria da gestão das regiões turísticas e fortalecer o Sistema Nacional de Turismo.
Na ação de apoio a projetos de infraestrutura turística foram selecionadas três propostas: Bahia, Pará e Mato Grosso do Sul. No que se refere às propostas para elaboração de Planos e Estudos de Desenvolvimento Turístico, o MTur habilitou quatro propostas: Pará, Paraná, Minas Gerais e Piauí. Para os projetos de Gestão e Monitoramento do Programa de Regionalização do Turismo foram selecionados: Paraná, Minas Gerais, Espírito Santo, Santa Catarina, Roraima e Bahia.

VENDAS COMEÇARAM PARA A TEMPORADA DE CRUZEIROS

No dia 15 de novembro será dada a largada para a temporada de cruzeiros marítimos 2017/18 com uma oferta 10% superior em relação ao ano passado. As vendas já começaram e as promoções para pacotes e serviços podem ser um estímulo para quem acalenta o sonho de viajar de navio pelos principais destinos do Brasil. 
Na maior operadora de viagens do país, a venda de pacotes supera as expectativas e cresceram no primeiro semestre mais de 40%, na comparação com o mesmo período do ano passado. Na temporada 2016/17, por exemplo, a empresa embarcou 110 mil passageiros em cruzeiros pelo Brasil, o equivalente a 42% da oferta de passageiros atendidos por três empresas. Os incentivos vão de descontos de 15% para compras antecipadas, oferta de pacote de bebidas com preços especiais, entre outros.
Uma das novidades da temporada é a inclusão de Balneário Camboriú (SC), oitavo destino mais visitado a lazer no país por estrangeiros em 2016, na rota dos navios. Uma boa notícia para país que querem viajar com crianças e terão a oportunidade de conhecer um dos parques temáticos mais frequentados do país, o Beto Carrero World, além de Blumenau e praias como Porto Belo e Bombinhas.
A expectativa da Clia Brasil, entidade que reúne os principais armadores do mundo, é embarcar 427 mil passageiros até o final da temporada, em abril de 2018. No total, sete navios farão 121 roteiros por 15 cidades brasileiras e 3 da Argentina e Uruguai. “Estamos com cerca de 10% a mais de oferta nesta temporada com mais minicruzeiros e saídas do Rio de Janeiro”, comenta o presidente da instituição, Marco Ferraz.
Outra novidade da temporada, além do aumento da oferta de cabines mesmo com a manutenção do número de embarcações; é ampliação de rotas de cruzeiros de curta duração, os minicruzeiros.

LEVANTAMENTO DO MTUR: CRESCE O MAPA TURISTICO DO CEARÁ

Jericoacoara vista do alto das dunas - CE
O mapa do turismo do Ceará cresceu 25%. Em comparação ao ano passado, o estado passou de 59 para 74 cidades com vocação turística, distribuídas em 12 regiões. Foram incluídos 16 destinos e excluído apenas um, da categoria D. O levantamento completo do Mapa do Turismo Brasileiro foi divulgado nesta quinta-feira (14) pelo Ministério do Turismo. Em todo o país, foram listados 3.285 municípios em 328 regiões turísticas, um crescimento exponencial em relação ao Mapa de 2016, quando foram registradas 2.175 cidades em 291 regiões.
O crescimento dos números é resultado de um amplo trabalho de conscientização do Ministério do Turismo junto aos gestores municipais e estaduais a respeito da necessidade de identificação e classificação das cidades para que as políticas públicas e investimentos sejam mais adequados à realidade de cada região.
A atualização periódica do Mapa faz parte de uma estratégia do Plano Brasil + Turismo, lançada este ano pelo ministro Marx Beltrão para fortalecer o setor de viagens no país. De acordo com o Plano, a partir de 2017 o Mapa passa a ser atualizado a cada dois anos. Sua construção é feita em conjunto com os interlocutores estaduais que representam o MTUR e órgãos oficiais de Turismo dos estados brasileiros e instâncias de governança regional.
CATEGORIZAÇÃO DOS MUNICÍPIOS DO CEARÁ - De acordo com o novo mapa, 32 municípios estão nas categorias A, B e C, que são aqueles que concentram o fluxo de turistas domésticos e internacionais. Como exemplo, temos destinos como Caucaia, Fortaleza, Jijoca de Jericoacoara e Sobral. Os demais 42 municípios figuram nas categorias D e E. Esses destinos não possuem fluxo turístico nacional e internacional expressivo, no entanto alguns possuem papel importante no fluxo turístico regional e precisam de apoio para a geração e formalização de empregos e estabelecimentos de hospedagem. (Com o MTUR)

EM DIA COM O FESTURIS 22/09/2017