Pesquisar este blog

sexta-feira, 25 de maio de 2018

CALEIDOSCÓPIO 25/05/2018

NA DIREÇÃO DO CAOS TOTAL – Dizia-se num passado que vai ficando longe que Deus era brasileiro. Ele dava sempre um jeitinho e os fatos negativos se afastavam de nós. Nos últimos anos, porém, parece que o Senhor Deus do Universo nos abandonou, talvez cansado de resolver tantos “imbróglios”, tantos mal feitos dos maiores responsáveis pela condução do País. Se o Presidente da República, pelos seus atos e ações negativos, no passado e no presente, pouco dá pelotas para o povo; se senadores e deputados, de maneira contundente e quase geral, sangram os cofres públicos; se o Judiciário é dúbio na punição aos malfeitores, o negócio para o nosso Protetor era dar uma trégua, talvez até como uma forma de punição. E assim, sem a proteção dos céus, o Brasil vem marchando negativamente não se prevendo para onde. 
Desta forma, esta semana, do Oiapoque ao Chuí, estamos transformados num barril de pólvora. Cansados de aumentos seguidos nos preços dos combustíveis, principalmente do óleo diesel, os caminhoneiros resolveram parar. Não aguentavam mais os seguidos aumentos, nos últimos dias. Não havia outra saída. A atitude extrema foi a greve, para dizer que cansaram de trabalhar sofrendo diários prejuízos. Em mais de 22 estados cruzaram os braços, em estradas e pontos estratégicos. É a revolta justa contra a política de preços dos combustíveis, que passou por uma mudança significativa a partir do início do governo Michel Temer, em 2016. Não deu outra, não há o escoamento da produção, os produtores estão amargando prejuízos incontáveis, centrais de abastecimento, supermercados e milhares de pontos comerciais estão quase sem estoque. Falta combustível nos postos de abastecimento. Filas quilométricas se formam para abastecer veículos, agora sem êxito pois os postos não têm mais o que vender. Enfim, o caos está instalado em todos os recantos do País. Governo, Congresso e a Petrobas estão tentando uma saída para o dificílimo problema. Pelo visto, os que estão sendo tentados mais uma vez baterão no lombo do povo. É sempre assim.    
PROMOÇÃO NO THERMAS DOS LARANJAIS - O Thermas dos Laranjais, quarto parque aquático mais visitado do mundo, até o 30 de junho estará com a promoção “Passport Discount”, com tarifário único: durante todos os dias da semana, inclusive feriados. Os valores de entrada serão R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia). 
O Thermas dos Laranjais é um dos principais complexos turísticos da América Latina. São 55 atrações que incluem a maior montanha-russa aquática da América Latina, a única pista de surf do Brasil, praias artificiais, toboáguas, ofurôs, um parque aquático infantil e um mini zoológico, entre outras atrações. 
COMO CHEGAR - O Parque está a 30 minutos do aeroporto de São José do Rio Preto, onde há translado diário para a cidade de Olímpia, e próximo as principais rodovias do interior do estado. Também é possível chegar ao Parque de ônibus, saindo do Terminal Rodoviário do Tietê, em São Paulo. Contatos: São Paulo (11) 3959-5000 ou Olímpia (17) 3281-1842. 
DESTINOS GAY-FRIENDLY NO BRASIL - O Ministério do Turismo, a Embratur e a Câmara de Comércio e Turismo LGBT do Brasil assinaram, na manhã da última segunda-feira (21), em São Paulo, um acordo de cooperação técnica para preparar o Brasil como destino LGBT. O pacto foi firmado no mês marcado pelo Dia Internacional Contra a Homofobia, celebrado no último 17..
O objetivo do pacto é promover e apoiar a comercialização do Brasil como destino gay-friendly nos mercados doméstico e internacional, além de sensibilizar prestadores de serviços turísticos para evitar o preconceito no atendimento a esse público.
VINÍCOLAS EM FESTA - Desde a última sexta-feira (18) e até o próximo dia 3 de junho (Dia do Vinho) - comemorado sempre no 1º domingo de junho -, 255 empreendimentos voltados para o enoturismo, em diferentes regiões do Brasil, vão celebrar a data com muita festa. São mais de 350 atividades espalhadas por 22 cidades das regiões Sul, Sudeste e Nordeste. Os principais eventos estão marcados para a Campanha Gaúcha, o Vale Central e Vale dos Vinhedos na Região Uva e Vinho da Serra Gaúcha, todos no Rio Grande do Sul; no Roteiro do Vinho de São Roque (SP); e no Vale do Rio São Francisco.
O Instituto Brasileiro do vinho (Ibravin) tem registros de atividades vitivinícolas em 11 estados brasileiros, entre eles Pernambuco e Bahia. O semiárido nordestino é a única região do planeta que produz vinho nessa latitude. As vinícolas de Terra Nova, na Bahia, também estão em festa para celebrar a data. O roteiro, no Vale do São Francisco, está engajado no mundo do vinho, da gastronomia e da hotelaria, contribuindo para o crescimento do enoturismo no Brasil.
O Rio Grande do Sul, a produção vitivinícola é considerada especial, uma herança italiana e expressão cultural dos gaúchos

A HANS SCHAEPPI, MEU SENTIDO ADEUS

Caro leitor-amigo, no artigo desta semana, fujo de assuntos turísticos e rendo homenagem póstuma ao amigo e confrade, que, semana passada, partiu para a eternidade, aos 88 anos de idade, na cidade de Ilhéus-Bahia. Trata-se do empresário, com indústria de chocolates, além de hoteleiro, jornalista e compositor, que, de Salvador, há muitos anos, mudou-se para Ilhéus, na qual terminou seus dias de vida, Hans Schaeppi.
Bem! Durante alguns anos, quando da realização dos Congressos Nacionais da Abrajet (Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo), da qual era sócio atuante, encontrávamo-nos e ele sempre trazia, de sua fábrica, em Ilhéus, chocolates, cujo formato era os órgãos genitais da morena Gabriela e do seu marido Nacib, ambos imortalizados no livro de outro imortal escritor baiano, Jorge Amado, no livro Gabriela Cravo e Canela.
Passaram-se alguns anos e, numa merecida homenagem, fui, na companhia dos confrades José Carlos de Araújo, diretor-editor deste jornal on line, de seu filho Carlos Alberto, do baiano Carlos Casaes, de sua filha Carla e do marido Beto, na presença ainda do confrade Edmundo Mendes, ex-presidente da Abrajet-Bahia, que mora em Ilhéus, dar-lhe, pessoalmente, os parabéns pelo transcurso, na época, dos seus 80 anos. 
A comemoração, com seus familiares, foi linda e emocionante, com a celebração da Santa Missa, uma recepção lítero-musical, no seu hotel, onde discursei, a exemplo dos confrades presentes, familiares e amigos, enaltecendo sua pessoa, de comportamento exemplar, com ética e profissionalismo, nos vários papéis que exercia no lar, na empresa de chocolate, hotéis, no jornalismo, como fazendeiro e compositor. Era de uma humildade ímpar e tratava a todos com lhaneza, independentemente de cor, raça, credo religioso ou político, grau de instrução etc.
No último dia da minha passagem por Ilhéus, por sinal um sábado, na companhia, ainda, dos confrades e seus filhos, compareci a uma pequena praça, no centro de Ilhéus, para participar de uma reunião do grupo local, denominado “Rolas Murchas”, composto por homens, acima dos 60 anos de idade, e que, todos os sábados, religiosamente, reuniam-se, naquele recinto público, comiam, bebiam, ouviam músicas e confraternizavam de forma descontraída. Na ocasião, Hans Schaeppi foi saudado, como aniversariante, em seus 80 anos de idade, lúcido e fagueiro, inclusive com uma canção de sua autoria.
Confesso-lhe, caro leitor-amigo, ter sido um dos momentos de felicidade dele, minha, dos confrades presentes e amigos de Ilhéus (Os rolas-murchas), num sábado ensolarado, vivenciando ocasião inesquecível ao lado do, hoje, pranteado Hans Schaeppi. O grupo de amigos, ao regressar de Ilhéus, cidade linda e hospitaleira, de encantadoras praias, monumentos e ambientes históricos, dos áureos tempos das riquezas, devido à exploração da cultura do Cacau, prometeu a ela retornar e revivenciar momentos de felicidades, naquela terra, bendita e bonita por natureza. Ah! Na visita à sua fábrica, fui, ele dirigindo seu veículo, onde nos brindou com vários tipos e modelos de chocolate, inclusive os do formato das genitálias de Gabriela e Nacib.
Mas, os anos foram embora e lá não pisamos mais. Recentemente, quando da terceira reunião da Confraria Nacional de Jornalistas de Turismo (Conjotur), na cidade de Gramado-RS, foi acertado que o próximo encontro seria, em Ilhéus-BA, de 10 a 12 de setembro vindouro, para homenagear o confrade e empresário Hans Schaeppi, cuja idade estava avançada e não gozava de total saúde, como no tempo em que o grupo, de Fortaleza e de Salvador, desfrutou de seus momentos de alegria e de felicidade por sua data natalícia.  
Bem! Poderia destacar outras qualidades e feitos do falecido confrade e amigo, Schaeppi, que me confidenciou ler e gostar dos meus comentários turísticos, no jornal Rota do Sol Turismo, que recebia, semanalmente, no qual lhe presto uma homenagem póstuma. Não querendo abusar da paciência do amigo-leitor, resta-me dizer-lhe, caro Hans Schaeppi, que foi maravilhoso conviver, embora por pouco tempo, com você, antes de sua partida para outra dimensão. Ao amigo e confrade Schaeppi, o meu sentido adeus e as condolências aos familiares. Que Deus o conserve à sua direita, por ter sido, em vida, exemplo de ser humano e orgulho de seus familiares, amigos e de quantos conviveram com você e privaram de sua amizade neste planeta.  

TURISMO NÃO É CUSTO, É INVESTIMENTO

Em pleno século XXI, ainda há quem exista, e proclame, que as administrações públicas não devam comprometer permanentemente orçamentos com recursos destinados ao turismo. Em semana anterior, publiquei nesta página notícia na qual informava ter o CBTur, Conselho Baiano de Turismo, enviado à Câmara de Vereadores de Salvador proposta destinada a assegurar intenções e recursos para essa atividade. Fato que demonstra a lucidez daquela instituição.
Estranhamente, surgiram críticas àquele documento pelo fato de constar a proposta de inclusão, impositivamente, nos orçamentos de dispositivo que destine, de forma permanente, um percentual dos recursos municipais para serem investidos no turismo.
Surpreendi-me pelo fato de estranhar que, críticos profissionais desconheçam a extensão da importância do turismo para municípios, estados e países. Ao entender que o fato de se assegurar uma parcela do orçamento público para destinação ao turismo seja onerar os recursos em prejuízo de outras atividades, a exemplo da educação, e por aí.
“Santa ignorância”. Ao desenvolver tal tese, quem assim reciocina entende ser o turismo um custo pesado, que pode comprometer os orçamentos públicos, em prejuízo de outros segmentos. Essa tomada de posição demonstra, sim, total ignorância para o fato de que os recursos destinados ao turismo não podem ser catalogados como “custo” e sim como “investimento”.
E altíssimo investimento.
Desconhecem que o turismo representa para o PIB dos municípios e dos estados (evidentemente vocacionados para a atividade) uma participação em percentuais altíssimos, como, na realidade, ocorre, por exemplo, com Salvador e com a Bahia, da mesma sorte que em outros municípios deste e de inúmeros outros Estados.
Não fazem idéia de que há uma complexa cadeia produtiva que envolve quase todas as demais atividades econômicas, o que, em síntese, gera renda, consideravel renda, e emprêgos, significando que contribui decisivamente para o desenvolvimento crescente da economia local.
E mais, que o recurso empregado em busca de contribuir para a aceleração do desenvolvimento do turismo tem uma resposta, praticamente, imediata, o que não ocorre com a maioria dos segmentos da economia. Bem assim de que é a melhor relação “custo/benefício”, porquanto o investimento de recursos em toda a cadeia produtiva é o menor em comparação com as demais atividades, a exemplo da indústria.
Logo, com o menor investimento, o turismo dá a resposta mais significativa e mais rápida, o que equivale a engordar a arrecadação e, por conseqüência, enriquecer o patrimônio público. Não é necessário ter a qualificação universitária na área econômica para perceber essas verdades. Basta que se analise com racionalidade esta relação.
Questões como esta são responsáveis pelo país ainda desdenhar de um maior desenvolvimento econômico. Bastaria que se tomasse como ponto de partida para uma análise racional a comparação com outras nações. Nem há necessidade de que se tenha por exemplo uma Espanha, mas simplesmente alguns países menores da América Latina.
E não se pode imputar a essas nações um retrocesso em relação a outras atividades essenciais, como a educação pública. Estamos ainda “engatinhando” no particular, pois tanto o que investimos como o que arrecadamos, por consequência, no turismo, encontra-se muito aquém daqueles países.
E, por evidente, como consequência dêsse tipo de interpretação absurda, o que tem afastado a maioria das administrações pública do comprometimento com a atividade, as nossas estatísticas são, veradeiramente, vergonhosas em face do nosso potencial largamente reconhecido.
Tudo decorre do fato de politicamente, entender-se – de forma equivocada – de que o turismo não gera voto. Mas a Bahia, em passado recente, já deu larga demonstração de que o turismo gera, ao lado do desenvolvimento econômico, prestígio político. O raciocínio estreito, porém, mantém a visão vesga e tenta justificar a omissão.
Enquanto isto, permanecemos em “marcha lenta", o que nos distancia de tantos outros países que raciocinam com mais acurada inteligência.

PALMAS, MODERNA E DINÂMICA - A CAÇULA ENTRE AS CAPITAIS BRASILEIRAS COMPLETOU 29 ANOS

Memorial Luis Carlos Prestes - Praça dos Girassóis
Os 29 anos da capital do Tocantins, inaugurada em 20 de maio de 1989 e instalada em 1º de janeiro de 1990, refletem sua modernidade. Com cerca de 300 mil habitantes vindos de todas as regiões do Brasil, Palmas recebe, em média, 10 mil moradores por ano que enriquecem a diversidade cultural com contribuições na culinária, na música e na cultura em geral.
Palmas foi a última das cidades brasileiras planejadas no século XX e conta com avenidas largas e dotadas de paisagismo. A arquitetura arrojada se caracteriza na divisão urbanística de grandes quadras comerciais, residenciais e setores industriais. A Praça dos Girassóis, com 570 mil metros quadrados, é uma das maiores do mundo e o coração da cidade.  Considerada cartão postal de Palmas, o local abriga as sedes dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário do Tocantins. Entre os vários monumentos que encantam os turistas, destaca-se o Palácio Araguaia.
No passeio pela praça, o turista ainda contempla diversos monumentos que homenageiam o povo e a história do Tocantins, como o Monumento de Súplica dos Pioneiros, Relógio do Sol, Monumento aos Dezoito do Forte, Monumento à Bíblia, Museu Memorial Coluna Prestes, Cruzeiro, no local da primeira missa de Palmas, Rosa dos Ventos com o Centro Geodésico do Brasil, Mapa do Tocantins, Cascata, Fonte Luminosa, Frisas e Brasão do Estado, além de quiosques com comidas típicas e jardins do Palácio Araguaia.
BELEZA BANHADA POR LAGO ARTIFICIAL - Palmas é conhecida pela beleza cênica em meio a exuberância do Cerrado. A cidade, localizada entre o rio Tocantins e a Serra do lajeado, é banhada pelo lago artificial de Palmas com mais de 100 km de extensão. As praias urbanas, além das ilhas, bares e restaurantes ao longo da orla recebem visitantes o ano inteiro. Passeios de barco, esportes náuticos e pesca esportiva completam as opções que o turista encontra no entorno do lago. Um programa imperdível é assistir ao cair do dia no lago.
A zona urbana é dotada de áreas de lazer, feiras cobertas, espaços culturais e áreas verdes. Um dos destaques é o Parque dos Povos Indígenas que sediou a 1ª edição dos Jogos Mundiais dos Povos Indígenas e contou com a participação de 1.800 atletas de várias etnias brasileiras e de outros países. Já o Parque Cesamar é a principal área verde de Palmas com diferentes espaços de lazer, opções de esportes e lago. É também uma ótima opção para quem deseja fazer um piquenique em meio à natureza.
Além de polo de turismo de negócios, Palmas sedia grandes eventos geradores de fluxo turístico como o Arraiá da Capital durante os festejos juninos, Palmas Capital da Fé, evento gospel durante o carnaval; e o Natal dos Sonhos, onde as avenidas são transformadas em túneis de luzes. O tradicional Festival Gastronômico de Taquaruçu é realizado no mês de setembro e reúne pratos elaborados com ingredientes locais, além de música, dança, cultura popular e artesanato.
Localizado na região serrana da capital, o distrito de Taquaruçu possui clima ameno e bucólico que fazem do local refúgio de campo dos palmenses. Taquaruçu também é muito procurado pelos amantes de natureza e aventura com trilhas que levam a dezenas de cachoeiras, além de opções de esportes radicais como rapel, tirolesa, parapente e voo livre para quem curte contemplar a natureza sem abrir mão da adrenalina.

NA REDE LAGHETTO HOTÉIS - O INVERNO NA SERRA GAÚCHA É MAIS GOSTOSO

Laghetto Stilo Centro - Gramado
As baixas temperaturas encontram na Serra Gaúcha a moldura perfeita para momentos inesquecíveis de lazer e descanso na frente de uma lareira ou apreciando a paisagem em diferentes passeios. As belezas naturais e a infraestrutura turística de nível internacional tornam a região uma das mais procuradas nesta época do ano. Gramado, Bento Gonçalves e Canela costumam receber um grande fluxo de turistas e, por isto, a escolha adequada do local de hospedagem é fundamental para garantir a tranquilidade da estadia. Requinte, conforto, beleza e, principalmente, paixão em servir tornam cada viagem uma experiência única na Rede Laghetto Hotéis.
A empresa nasceu em Gramado e tornou-se a maior empreendedora hoteleira da região. Dos seus quinze hotéis, nove estão em Gramado, um em Bento Gonçalves e um em Canela, multiplicando as possibilidades de servir e de proporcionar aos turistas uma estadia aconchegante e prazerosa. A Serra é a casa da Laghetto e, por isto, a rede tem expertise para compartilhar com seus hóspedes toda a beleza de lugares aprazíveis e dicas para novas descobertas de roteiros de passeios e de compras.
A Serra tem incontáveis atrativos e a cada temporada surgem novas opções. A Laghetto segue o desenvolvimento da região e seu ritmo de expansão é acompanhado de serviços revigorados e de uma redobrada vontade de bem atender seus hóspedes em seus hotéis, divididos em cinco bandeiras: Vivace concilia agilidade e conforto, Allegro oferece a essência do lazer para famílias e grupos, Vertice e Viverone combinam lazer e business e Stilo é requinte em modelo design. Cada uma delas foi pensada para um perfil de cliente para que a experiência de hospedagem seja inesquecível

ACORDO FIRMADO - A PARTIR DE JULHO, A LATAM TERÁ NOVOS VOOS NO CEARÁ

O Governo do Ceará e a LATAM Airlines Brasil firmaram acordo para a criação de novos voos no Estado, em uma parceria de longo prazo que visa a fomentar o turismo local e contribuir para o desenvolvimento de diversos setores da economia cearense. O termo prevê que, a partir de julho próximo.  seja ampliado em 25% o número médio de chegadas e partidas domésticas diárias da LATAM em Fortaleza. Já no mercado internacional, o aumento será de cinco vezes, passando de 2 para 10 a quantidade semanal de chegadas e partidas internacionais da companhia em Fortaleza.
Além disso, para os próximos meses, a operadora de turismo LATAM Travel planeja ações coordenadas com o objetivo de concentrar esforços para promover a capital cearense como um dos principais destinos turísticos da operadora no Brasil, aproveitando a capilaridade da sua rede de lojas e o incremento de malha aérea previsto para a cidade. As iniciativas corroboram para o fomento de toda a cadeia turística cearense, envolvendo redes hoteleiras, aeroporto e demais parceiros locais.
Todos os investimentos serão celebrados em Fortaleza durante encontro do Grupo LATAM Airlines com o Governo do Estado do Ceará, que será realizado em 4 de julho, na véspera da inauguração do novo voo direto da companhia entre Fortaleza e Orlando (EUA). A partir do início das novas operações, a companhia terá isenção de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços) sobre o QAV (Querosene de Aviação), e também sobre importação de peças de manutenção e de aeronaves, transporte doméstico de cargas e alimentos e provisões de bordo. Em contrapartida, a LATAM se compromete a ampliar o seu volume total de voos domésticos e internacionais em Fortaleza.

4º FÓRUM CEARENSE DE PONTOS DE CULTURA

Com o intuito de debater as questões relativas à política Cultura Viva do Estado, a Secretaria de Cultura do Estado do Ceará e a Rede Cearense de Pontos de Cultura promovem, desde ontem e até amanhã, no Theatro José de Alencar, o 4º Fórum Cearense de Pontos de Cultura. O encontro reunirá gestores e representantes de entidades que atuam com a temática no Estado.
A abertura do evento ocorreu ontem, às 19h, e contou com a presença do secretário da Cultura do Estado do Ceará, Fabiano Piúba, e de representantes da Rede/Comissão dos Pontos de Cultura e do Ministério da Cultura. Na mesa de abertura “Cultura Viva: o Brasil de Baixo Para Cima”, a atividade teve como debatedores o historiador e idealizador do Programa Cultura Viva, Célio Turino, e o membro da Comissão Nacional dos Pontos de Cultura, Lula Dantas.
Hoje, pela manhã, haverá a mesa II,  “Cultura Viva: diversidade, participação social e resistência democrática”, com as exposições do sociólogo, ex – Ministro da Cultura e atual presidente da Fundação Municipal de Cultura de Belo Horizonte, Juca Ferreira, e da representante do Ponto de Cultura Coco de Umbigada de Pernambuco, Mãe Beth de Oxum. Na sequência, às 10h, ocorre a mesa III “Cenários e Perspectivas da Política Cultura Viva” com a participação do secretário Fabiano Piúba, e de representantes do MINC e da Rede Cearense de Pontos de Cultura.
O Fórum contará, também hoje, às 19h30, com uma apresentação de suma importância para os agentes culturais do Estado, sobre o Projeto de Lei “Cultura Viva do Ceará”, a ser enviado para votação na Assembleia Legislativa do Estado. 
Além das mesas e das apresentações artísticas, serão realizados Grupos de Discussão para debater os temas que envolvem o Programa Cultura Viva como diversidade, comunicação, liberdade de expressão, fomento, produção e difusão cultural.
LANÇAMENTOS - 
Durante o evento são lançados os livros: “Cultura Viva Comunitária: Políticas Culturais no Brasil e na América Latina”, do Gestor cultural, dramaturgo e escritor, Alexandre Santini; ”Direitos Humanos, Democracia e Reflexões sobre o Brasil Contemporâneo”, da ONG Fábrica de Imagens; e o livro ” Cultura a unir os Povos”, do historiador, Célio Turino.

XIV FESTIVAL DA IBIAPABA - INSCRIÇÕES ABERTAS PARA 60 OFICINAS DE FORMAÇÃO MUSICAL

Um dos maiores eventos formativos de música do Estado está chegando. É a 14 ª edição do Festival Música da Ibiapaba (MI), que está com inscrições abertas desde o último 17.com término no próximo dia 30, para 60 oficinas temáticas envolvendo a música popular, música erudita e produção musical. Realizado pela Secretaria de Cultura do Estado, Secu e o Instituto Dragão do Mar, em parceria com a Secretaria da Educação, o evento de formação musical acontecerá no período de 30 de junho a 06 de julho próximos, na cidade de Viçosa do Ceará. As inscrições são gratuitas e online pelo site do Mapa Cultural do Ceará: https://bit.ly/2IOX2wI.
O Festival Música da Ibiapaba é um dos mais reconhecidos do calendário cultural do Estado e uma das principais ações de interiorização da política cultural da Secult, tendo como objetivo aprimorar e desenvolver a cultura musical do nosso Estado, possibilitar diálogos, troca de saberes, repasse de conhecimento, geração de novas referências, revelar talentos e valorizar músicos, compositores, intérpretes, técnicos, pesquisadores e demais agentes da cadeia produtiva da música cearense e brasileira.
"O evento se destaca pela proposta pedagógica ousada, consistente  e pela presença de professores de excelência, entre grandes nomes da música do Ceará e do Brasil. Incentiva a qualificação técnica dos participantes e a multiplicação de espaços para o aprendizado musical", destaca Valéria Cordeiro, coordenadora de Artes e Diversidade Cultural da Secult.
Para a mais nova edição do MI, devem participar cerca de 800 estudantes de música. A formação tem se expandido e renovado. " A identidade do festival é a formação. Essa identidade se mantém e se renova, estabelecendo conexões com a música em suas vertentes erudita, popular e contemporânea. O Festival MI existe desde 2004 e constantemente se renova, seja no seu conceito, na sua programação artística e/ou na conexão com outros setores das artes, da economia da cultura, do turismo, da artesania e da gastronomia", ressalta também a coordenadora.
PARA QUEM- Podem participar do XIV Festival músicos, estudantes de música, educadores musicais, pesquisadores musicais e demais interessados na área de música que atendam os pré-requisitos das atividades constantes na programação de formação do festival. Para participar das atividades formativas do Festival, os participantes deverão ter a idade mínima de 16 anos.

CEARÁ DE PONTA A PONTA - INAUGURADA A CE-010

A população de Fortaleza comemorou, no domingo passado, 20, a implantação da rodovia CE-010. A inauguração foi realizada pelo governador Camilo Santana na rotatória da Sabiaguaba, no fim da Praia do Futuro, e contou com passeio ciclístico por toda a extensão da ciclovia da nova estrada. O trecho completo tem 13,18 quilômetros e liga a Ponte da Sabiaguaba, sobre o rio Cocó, ao entroncamento da CE-040, no Eusébio. A obra vai se conectar, inclusive, com o quarto Anel Viário, permitindo que o tráfego mais pesado passe por fora de Fortaleza. Futuramente, na rotatória da CE-040, haverá um viaduto, pra facilitar o fluxo de veículos. A lógica é fazer essa conexão e dar acesso ao novo Polo de Saúde do Ceará, com a inauguração da Fiocruz..
Camilo Santana adiantou que o acesso que inicia na avenida Maestro Lisboa e segue até o complexo turístico Beach Park também será duplicado. “Vamos duplicar, ainda, toda a CE-040, que era duplicada até Beberibe. O novo projeto será de Beberibe até Aracati”, afirmou. Serão implantados na rodovia CE-010 equipamentos de fiscalização eletrônica, sinalizações, passarelas e faixas de pedestres no entorno de comunidades que margeiam a nova via, assegurando a proteção da população.
AS OBRAS - Na rodovia, foram realizados serviços de pavimentação asfáltica, drenagem, obras d'arte correntes e especiais (viadutos), sinalizações horizontal e vertical, proteção ambiental e piso intertravados. A obra teve investimento da ordem de R$ 119 milhões, com recursos dos Governos Federal e Estadual. Além disso, a iluminação da CE-010 está finalizada até a avenida Maestro Lisboa (CE-025). Apesar de ser responsabilidade do município, a iluminação pública entre a avenida Maestro Lisboa e o entroncamento da CE-040, no Eusébio, foi garantida pelo Governo do Ceará, por meio da Secretaria da Infraestrutura. O serviço tem investimento da ordem de R$ 1,1 milhão e será finalizado em até três meses – a partir deste mês de maio.

48º CONGRESSO DA ASSEMAE - PAUTA: PLANEJAMENTO E CONTROLE SOCIAL DO SANEAMENTO

Com vasta programação reunindo destacadas personalidades especializadas no assunto, começará no próximo domingo, em Fortaleza, o 48º Congresso Nacional de Saneamento da Assemae. O importante evento irá até a quarta-feira, 30, no Centro de Eventos do Ceará, com o tema central “Alternativas de financiamentos para o saneamento público”
Na programação do Congresso da Assemae há ampla diversidade de temas voltados para os desafios do saneamento básico. Serão efetivadas mesas-redondas, painéis, minicursos, apresentações de trabalhos, exposições de tecnologias e feira de saneamento básico. 
Um dos maiores destaques a serem abordados é a  efetividade do planejamento e do controle social nas políticas públicas do setor, assunto a ser  tratado na mesa-redonda 11, dia 30 de maio, das 14h às 16h, na Sala 1 do CEC.  A atividade terá como coordenador o prefeito municipal de Campo Maior (PI), José de Ribamar Carvalho. Para o debate, estão confirmados o diretor de Planejamento e Regulação da Secretaria Nacional de Saneamento Ambiental do Ministério das Cidades, Ernani Ciríaco de Miranda; a secretária municipal de Educação de Campo Maior, Conceição Lima; o procurador federal lotado na Superintendência Estadual da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) no Rio Grande do Norte, Franklin Deyves Maia; e o presidente da Federação Nacional dos Urbanitários (FNU), Pedro Tabajara Blois.
A intenção da mesa-redonda é orientar os participantes sobre a implementação dos Planos Municipais de Saneamento Básico (PMSB) e dos órgãos colegiados de controle social.
No encerramento do Congresso, no dia 30,  a programação inblui o painel “Conjuntura do saneamento básico brasileiro: marco legal o que é necessário para universalizar”; apresentações de trabalhos técnicos, Minicursos sobre  “Eficiência Energética: participar em chamadas públicas do PEE - Programa de Eficiência Energética da ANEEL” e – ”Qualidade e tratamento da água: sistemas alternativos, semiárido e novas tecnologias” (SaltaZ  Funasa)”; duas mesas-redondas e, por fim,  apresentações tecnológicas. No final, haverá a  Assembleia Geral da Assemae