Pesquisar este blog

sexta-feira, 13 de julho de 2018

CALEIDOSCÓPIO - 13/07/2018

MOMENTO CONSTRANGEDOR - Há tempos, o Brasil vem amargando momentos constrangedores na Política e na Justiça, com reflexos danosos refletidos sobretudo no caminho normal e saudável do país. Tudo começou pelo chamado Mensalão, quando passou a população a assistir a espetáculos tristes, com acusações e prisões de políticos conhecidos e outras personalidades do ramo, todos acusados nas mais diversas falcatruas contra os cofres públicos. A continuação da desenfreada descida moral faz tempo persiste com a Operação Lava Jatos. O nome foi dado pela Polícia Federal para enquadrar um sem número de senadores, deputados, ministros, presidentes da República, firmas renomadas, principalmente de empreiteiras e frigoríficos, nos roubos praticados, envolvendo inicialmente a Petrobrás. Os reflexos da tal Operação se espalharam e já não são novidades diárias as operações que a PF faz para levar à prisão pessoas de coturno alto. O assunto ficou até batido, cansativo. Pois não é que tudo esquentou? no último domingo, os noticiários dos órgãos de informação, deixando de lado a Copa do Mundo, soltaram a bomba. O desembargador federal Rogério Favreto mandou soltar o ex-Presidente Lula, preso desde abril por conta de uma ação em que o juiz Federal de Curitiba, Sérgio Moro, reconheceu sua culpabilidade num processo envolvendo um sítio em Atibaia. O Juiz Moro reagiu afirmando que o desembargador não tinha competência para soltar Lula, pelo fato de o mesmo já haver sido condenado também em 2ª Instância. E mais, que o STF já havia decidido a favor da prisão de quem houvesse sido condenado na referida Instância. Caso do carismático político petista.  Foi um quiproquó dos diabos. Acusações para lá e para cá. Meios jurídicos se pronunciaram também contra e a favor da decisão de Favreto, um amigo de Lula, antigo participante do PT e ocupante de cargos nas administrações petistas antes de ser nomeado desembargador. No vai e vem do “teja preso”, “teja solto”, finalmente o líder petista permaneceu preso.  Repetimos, espetáculo constrangedor. Pelos inúmeros contestados atos de ministros e juízes,  a Justiça Brasileira cada vez mais fica desacreditada perante a opinião pública. O que está errado? Temos excessos de leis e recursos? As escolhas de ministros e outros cargos da Justiça para colegiado não deveria ser da própria classe e não do Poder Executivo? Uma certeza paira entre os brasileiros: a Justiça do Brasil precisa de uma reformulação em regra. E as Leis também.  
DIA NACIONAL DO TURISMÓLOGO – A Agência Senado divulgou:  Para que um destino turístico seja capaz de atrair visitantes além de gerar emprego e renda para a comunidade local de forma sustentável não basta simplesmente ter um atrativo. É preciso planejamento e estratégia para que toda a cadeia do setor atue em harmonia, desde a promoção do destino até a organização da infraestrutura receptiva de desenvolvimento de roteiros, hospedagem, aluguel de veículos, guias e tantos outros entre os mais de 50 setores impactados pelo turismo. Este é o papel do turismólogo, profissão que passou a ser reconhecida por lei em 2012.
A Comissão de Educação, Cultura e Esporte aprovou nesta terça-feira (3) o projeto do deputado Otávio Leite que estabelece a data de 27 de setembro como o Dia Nacional do Turismólogo e dos Profissionais do Turismo (PLC 14/2017).
O relatório de Lídice da Mata foi lido na Comissão por José Agripino e ressalta que o 27 de setembro já é reconhecido hoje como o Dia do Bacharel em Turismo. A intenção da mudança é adotar a nomenclatura oficializada a partir do reconhecimento da profissão de turismólogo em 2012, porém alargando a homenagem não só para quem é formado em Turismo, mas para todos os profissionais que atuam no setor.
A proposta será analisada  pelo Plenário do Senado.
AIRBUS COM NOVOS MODELOS  A - Airbus lançou os novos modelos de aeronave A220 numa cerimônia em seu Centro de Entrega Henri Ziegler, nos arredores de Toulouse, na França. No evento, acompanhado por funcionários da Airbus e por membros da imprensa internacional, o modelo A220-300 aterrissou já com a nova pintura com o nome e as cores da Airbus.
A Família A220 é composta por dois modelos, o A220-100 e o A220-300, conhecidos anteriormente como CS100 e CS300, que faziam parte da C Series da Bombardier Inc. As aeronaves estão totalmente otimizadas para os mercados de 100 e 150 assentos e são uma adição perfeita à Família A320neo, campeã de vendas da Airbus.
SALÃO NÁUTICO - Terminou no último domingo, 8, a terceira edição do Salão Náutico Marina Itajaí,  no litoral norte catarinense, aquecendo o mercado náutico no Sul. Neste ano, o evento que é considerado o maior do gênero da região, foi ampliado em cerca de 30% em termos de espaço físico e contou com a participação de mais de 70 marcas. O volume de negócios superou as expectativas da organização ultrapassando R$ 50 milhões fechados durante o evento, além dos contatos comerciais iniciados no local para futuras negociações.
Ao longo dos quatro dias do salão, que aconteceu de 5 a 8 de julho, mais de 10 mil pessoas passaram pela Marina Itajaí para conferir de perto as últimas novidades do universo náutico através de exposição de modelos de embarcações de diversos tamanhos e estilos de renomados representantes e fabricantes nacionais e internacionais. 
Os visitantes puderam participar ainda de atrações culturais como exposição fotográfica, música ao vivo, distribuição de livros a bordo, desfile de moda, curso de vela, ações de conscientização ambiental e inclusão social. Outra novidade desta edição e que teve grande adesão dos participantes foi o uso de copos ecológicos com o intuito de contribuir para redução do uso de materiais descartáveis.
EM FESTA A CHAPADA DOS VEADEIROS - A partir de hoje e até o próximo dia 20, no vilarejo de São Jorge, distrito de Alto Paraíso de Goiás, entrada do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, estará acontecendo o XVIII Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros. Experiência única de trocas de saberes entre as mais diversas manifestações culturais do povo brasileiro, a previsão é que o evento receba cerca de trinta mil participantes. Com quinze dias de programação, este Encontro reforça o seu objetivo de fortalecer as tradições e culturas de comunidades de todos os lugares do país – e em especial as da população da Região Centro-Oeste.  – Até o término, será desenvolvida extensa  programação que inclui apresentações com giros de folia, alvoradas, congadas, oficinas, vivências indígenas, espetáculos, shows, exibição de filmes, exposições, palestras e rodas de prosa. 

O AINDA SOFRIDO TURISMO RODOVIÁRIO

Neste período do ano, milhares de pessoas pegam estradas e saem, por aí, curtindo suas horas de lazer, pois estão de férias. Legal que procedam assim! Acontece, minha gente, que fazer turismo, por terra, no Nordeste e Norte do Brasil, sobretudo de automóvel, além de ser um sofrimento, corre-se um sério risco de se perder a vida, ou ficar com sequelas físicas, para o resto da existência, neste conturbado planeta, onde os acidentes de trânsito matam milhares de pessoas, anualmente, por diversos motivos, os quais passaremos a citá-los nas linhas seguintes. O sofrimento, com uma mistura de aborrecimentos, ao qual nos referimos acima, diz respeito à má conservação de algumas rodovias estaduais e federais por esse Brasil afora. 
Bem! Vamos ao que interessa. Os perigos de acidentes de trânsito começam para quem percorre trechos da BR-020, onde parte da camada asfáltica encontra-se, totalmente, danificada por falta de recursos financeiros ou descuido do Governo Federal, que deixou as rodovias federais, mormente as nordestinas, em situação precária de circulação, tanto para veículos pesados, (ônibus, caminhões, camionetas, carretas), quanto para automóveis e motos.
Não vamos ser radicais, afirmando que os acidentes de trânsito, nas BRs, ocorrem somente por causa da buraqueira (verdadeiras crateras) no asfalto. Claro que a bebida, o cansaço dos motoristas, principalmente os caminhoneiros, uso de medicamentos para controlar o sono, contribuem para os graves acidentes, que mutilam pessoas  e  as levam à morte. 
Os carros velhos, caminhões, carretas, com peso além do permitido por lei, e a presença de animais, no asfalto, aliados à alta velocidade, são responsáveis, também, pelo falecimento e aleijões de crianças, jovens e adultos de ambos os sexos, sem falar dos atropelamentos de seres humanos  e animais nas estradas.
Mas, neste comentário, desejamos chamar mesmo é a atenção  para os milhares de buracos nas BRs. Vamos ser justos: há trechos em bom estado de conservação, alguns recapeados e outros, apenas, sendo colocado asfalto nos buracos.
A má conservação das BRs é uma vergonha para quem trafega, diariamente, por vários recantos de nosso país. Nos territórios dos Estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina e Rio G. do Sul, os cuidados são maiores com a manutenção das rodovias federais. Também pudera! Estados mais ricos têm mais condições de pressionar o Governo Federal.
Mas, é desconfortável e irritante praticar o denominado Turismo Rodoviário rumo a determinadas atrações turísticas, cujas vias de acesso são as Brs - digamos 020, 222 e 116, para citar as mais conhecidas por este articulista. No Ceará, no tocante às estradas estaduais, a maioria está em boas condições de tráfego, principalmente as de acesso aos pontos turísticos do interior, em direção à orla marítima, aos sertões e às serras.
Ante o exposto, dá vexame mesmo percorrer quilômetros e mais quilômetros, por rodovias esburacadas, onde, às vezes, os veículos automotores são obrigados a trafegar pelo acostamento, para se desviar dos buracos, nos trechos em que o mato não o invade. Se, por ventura, no acostamento, estiver pedestre ou bicicleta circulando, então o jeito é passar, devagarzinho, pelos buracos, ou esperar que se afastem das suas imediações.
Agora, se nossas rodovias fossem bem conservadas e se houvesse bons pontos de apoio, como restaurantes e meios de hospedagem etc., o fluxo de turistas, circulando pelos locais turísticos de nosso país, seria  bem expressivo e o número de acidentes de trânsito diminuiria muito. Vamos chegar a uma situação satisfatória? Por incrível que possa parecer, nutrimos, ainda, esta esperança, por sermos otimistas e pensarmos sempre grande. Mesmo com tantas mazelas, nas rodovias federais e estaduais, sem falar nas vicinais, para muitos compensa conhecer maravilhas da natureza e culturas diferentes das de seu meio ambiente. Obrigado pela leitura e, com buracos ou sem eles, sigam em frente e satisfaçam suas vontades, ou seja, conhecer de Norte a Sul e de Leste a Oeste o Brasilzão de encantos mil. 

“E AGORA, JOSÉ?”

À valorosa, imbatível e fiel torcida brasileira, versos do poema 'JOSÉ', de Carlos Drumond de Andrade.
“E agora, José? /A festa acabou,/ a luz apagou,/o povo sumiu,/a noite esfriou,/e agora, Jose?/E agora, você?/ Você que é sem nome,/ que zomba dos outros,/ você que faz versos,/ que ama, protesta/ e agora, José?/ Está sem mulher,/ está sem discurso,/
está sem carinho,/ já não pode beber,/ já não pode fumar,/ cuspir já não pode,/ a noite esfriou,/ o dia não veio,/o riso não veio,/
não veio a utopia/ e tudo acabou/ e tudo fugiu/ e tudo mofou,/ e agora, José?/ E agora, José?/ Sua doce palavra,/ seu instante de febre,/ sua gula e jejum, sua biblioteca,/ sua lavra de ouro,/ seu terno de vidro,/ sua incoerência,/ seu ódio – e agora?/ Com a chave na mão/ quer abrir a porta,/ não existe porta;/ quer morrer no mar,/ mas o mar secou;/ que ir para Minas/ ,Minas não há mais./ 
José, e agora?/ Se você gritasse,/ se você gemesse,/ se você tocasse/ a valsa vienense,/ se você dormisse,/ se você cansasse,/ se você morresse…/ Mas você não morre,/ você é duro, José!/ Sozinho no escuro/ qual bicho-do-mato,/ sem teogonia,/ sem parede nua/ para se encostar,/sem cavalo preto/ que fuja a galope,/ você marcha, José/ !José, para onde?
José somos todos nós que, embora com o gosto amargo da desclassificação na COPA DO MUNDO, já nos encontramos com as nossas armas em punho em demanda ao “hexa” que, um dia, ainda será nosso, antes mesmo do que para qualquer outro.

BOA VISTA, 128 ANOS - UM LEQUE ABERTO TOTALMENTE ACIMA DA LINHA DO EQUADOR

Matriz do Carmo, Boa Vista
Boa Vista, a capital de Roraima, na margem direita do rio Branco, nasceu de uma fazenda de gado. É a única capital brasileira totalmente acima da linha do Equador. Na última segunda-feira (09),  completou 128 anos de existência. O traçado urbano radial, com ruas largas, lembra um leque aberto e destaca-se entre as demais capitais da Amazônia.
As avenidas convergem para a praça do Centro Cívico, no “coração da cidade”. E é na praça monumental que se concentram as sedes dos poderes executivo, legislativo e judiciário de Roraima, além de atrativos turísticos entre palácios, teatros e igrejas, como a Catedral do Cristo Redentor e a Matriz de Nossa Senhora do Carmo, o templo mais antigo de Boa Vista, de 1892.
ATRAENTE ROTEIRO TURÍSTICO - Além do Centro Cívico, no coração de Boa Vista, o roteiro turístico inclui a Orla Taumanan, uma das principais atrações da capital. O passeio público em forma de plataforma, na margem do rio Branco, conta com bares e restaurantes. A Praça das Águas é um complexo de esporte e lazer com fontes luminosas sincronizadas com a música. Tem também o Portal do Milênio, o Centro de Artesanato e Cultura, com destaque para artigos indígenas e o Parque Anauá.
Os igarapés Azul e Água Boa e o passeio de barco até a outra margem do rio Branco, onde fica a praia Grande, estão entre as opções de banho para os turistas. Tem caiaque, Stand up Paddle e kitesurf. Uma trilha de 5 km leva o visitante, a pé ou de bicicleta, até o topo da Serra Grande. Entre os atrativos históricos, o Forte São Joaquim, de 1775, localizado a 32 quilômetros da cidade, é o marco da ocupação que deu origem a capital mais ao norte do Brasil.
Outro atrativo natural roraimense visitado a partir de Boa Vista é a serra do Tepequém. Um destino de natureza e aventura com trilhas, cachoeiras, gastronomia e clima ameno. Uma viagem para quem gosta de ecoturismo. Além da beleza natural, Roraima tem a maior população indígena do Brasil. A riqueza cultural conta com fortes elementos indígenas, principalmente do povo Yanomami e dos garimpeiros nordestinos. A culinária oferece um cardápio variado e exótico com pratos originários das cozinhas indígena e típica do Nordeste. Influência que se repete no artesanato, na música e nas danças regionais.
COMUNICAÇÃO - Boa Vista fica distante 4.275 km de Brasília. A principal ligação com a capital de Roraima é de avião. Por terra, até Manaus (AM), a capital mais próxima, são 820 km pela BR-174, sendo que 122 km cortam o território indígena Waimiri Atroari. A capital Boa Vista é o ponto de partida das expedições brasileiras e internacionais que sobem o Monte Roraima na divisa do Brasil com a Venezuela (210 km) e a Guiana Inglesa (127 km). (Com o MTUR) 

O PRIMEIRO NO MUNDO - O COSTA SMERALDA SERÁ MOVIDO POR GÁS NATURAL LIQUEFEITO

A Costa Cruzeiros, companhia marítima italiana pertencente a holding Carnival Corporation & plc, realizou, no último dia 4 de julho, a tradicional cerimônia da moeda para o Costa Smeralda, novo flagship da Costa Cruzeiros, atualmente em construção no estaleiro Meyer Turku, na Finlândia, um dos maiores complexos de construção naval do mundo.
Na ocasião, moedas comemorativas foram acopladas na quilha do navio como símbolos de boa sorte para a tripulação, os hóspedes e para as futuras viagens a bordo do Costa Smeralda. Esse momento, tradição na indústria marítima, foi celebrado por executivos da Costa Cruzeiros e do estaleiro de Meyer Turku. Elisabetta Moraci, Segunda Oficial de Convés da frota Costa Cruzeiros, foi a madrinha do evento.
MOVIDO POR GNL - O Costa Smeralda entra em operação em outubro de 2019 e será o primeiro navio a ser comercializado para consumidores do mundo todo movido por Gás Natural Liquefeito (GNL), o combustível fóssil mais limpo do mundo. O GNL será responsável por gerar 100% da energia para o navio tanto no porto como em alto-mar, representando um grande avanço ambiental em qualidade do ar e em redução nas emissões de óxido de enxofre, nitrogênio e CO2.
O Grupo Costa e a Carnival Corporation têm sido líderes na promoção e no desenvolvimento de soluções sustentáveis e ambientais para o setor de cruzeiros. Além do GNL, o Grupo Costa e a Carnival Corporation são pioneiras na implantação de sistemas de limpeza dos gases emitidos, presente hoje em cerca de 60% dos navios das duas marcas.
Com 180.000 toneladas, o Costa Smeralda terá mais de 2.600 cabines e partirá no dia 20 de outubro de 2019 para sua primeira viagem – um cruzeiro de 15 dias de Hamburgo (Alemanha) com destino a Savona (Itália). 
A cerimônia de batismo do Costa Smeralda, por sua vez, está marcada para o dia 3 de novembro de 2019 em Savona. No dia seguinte, o navio dá início às suas atividades regulares com roteiros de seis dias. 

NO TURISMO, DIÁLOGO APROXIMA BRASIL E CHINA

Embaixador Li Jinzhang
O reforço da cooperação técnica entre Brasil e China na área de turismo foi o assunto de um encontro nesta terça-feira (10), em Brasília, de representantes do Ministério do Turismo com o embaixador do país, Li Jinzhang. O objetivo do diálogo foi permitir o intercâmbio de informações a respeito do fluxo de viajantes e investimentos nas duas nações, além de proporcionar a aproximação de empresários do setor.
A pauta incluiu a promoção do Festival da Lua, que ocorrerá em setembro na cidade de Foz do Iguaçu (PR) - segunda maior colônia chinesa no Brasil - e que vai contar com a Orquestra Sinfônica da China. No evento, uma alusão a um dos mais importantes feriados daquele país, Brasil e Argentina planejam assinar com o Ministério da Cultura e Turismo chinês um acordo de irmanamento entre as Cataratas do Iguaçu e a Muralha da China.
Técnicos do MTur aproveitaram a oportunidade para reforçar o convite para os diretores da China Travel Service - a agência de viagens do governo chinês - visitarem as principais localidades turísticas brasileiras e se reunirem com operadores de turismo nacionais, a fim de permitir a elaboração de possíveis roteiros de viagem. Foi debatido, ainda, o apoio à participação do Brasil em feiras de comércio que acontecem em território chinês.
Li Jinzhang se comprometeu a avaliar os pleitos apresentados e destacou esforços no sentido de aprimorar a troca de experiências no ramo, proporcionando avanços no desenvolvimento do turismo bilateral. 
Recentemente, representantes do MTur marcaram presença na maior feira de serviços da China, a CIFTIS, na qual empresários puderam conhecer oportunidades de investimento no Brasil e foram estimulados a atuar em setores como hotelaria e parques temáticos. No próximo ano, é prevista a participação do Brasil, em parceria com a Argentina, como país convidado do Fórum Econômico Mundial de Turismo, na cidade de Macau.

FONTES DE EMPREGO E RENDA - RESORTS DE QUALIDADE IMPULSIONAM O TURISMO NO BRASIL

RIO QUENTE RESORTS
Com cada vez mais serviços integrados à hospedagem como lazer, cultura, alimentação e até parques temáticos, os resorts têm se firmado como verdadeiros atrativos turísticos, principalmente quando todos os serviços oferecidos aos hóspedes são de boa qualidade e estão incluídos na diária. Somente a Associação Brasileira de Resorts (ABR), que representa 70% do segmento, conta com 48 associados em todas as regiões do Brasil. Outros cinco aguardam credenciamento da ABR. Os empreendimentos são avaliados por uma auditoria independente. Os resorts da ABR faturam R$ 1,9 bilhão por ano e empregam 17 mil trabalhadores nas diferentes áreas do turismo.
BONS EXEMPLOS - A cidade de Touros, na “esquina do continente”, no Rio Grande do Norte, já começa a sentir o diferencial que o turismo gera no desenvolvimento local com a chegada de um grande resort. O destino, a 90 km da capital, Natal, abriga o mais novo atrativo turístico potiguar que já está sendo divulgado no Brasil e na Europa, principalmente em Portugal. O Vila Galé Touros Hotel Resort, Conference & Spa, em fase de acabamento, vai abrir no dia 31 deste mês, em fase experimental, e será inaugurado oficialmente no dia 1º de setembro.
Além do investimento de R$ 150 milhões na construção e contratação de mão de obra local, o início da operação “soft open” do resort vai gerar 400 novos empregos na região, que já tem a vizinha São Miguel do Gostoso como principal destino turístico ao norte de Natal. Para ocupar os 514 apartamentos e bangalôs do maior hotel potiguar serão necessários 1.200 hóspedes. Opções de turismo e lazer não faltam. Até um centro de eventos integrado ao resort foi construído para movimentar o turismo de negócios no município de 34 mil habitantes.
As vagas serão distribuídas nos mais diversos departamentos do hotel e incluem postos de trabalho no setor de alimentos e bebidas, cozinha, padaria, pastelaria, governança, limpeza, almoxarifado, spa, recreação, hospedagem e manutenção, entre outros.  “O Rio Grande do Norte tem um potencial turístico único. Olhem à sua volta, esta natureza é exuberante. Este hotel será operado por pessoas daqui. Estamos confiantes e empenhados em desenvolver a região e o turismo de Touros”, explica Jorge Rebelo de Almeida, presidente do grupo português Vila Galé com oito unidades no Brasil (RN, CE, PE, BA e RJ) e outras 21 unidades em Portugal.
Outro resort na cidade de Rio Quente, em Goiás, vizinha de Caldas Novas, anunciou para 2019 um shopping aberto que será integrado ao badalado parque de águas quentes, onde destacam-se toboáguas, piscinas de ondas e uma praia em pleno Cerrado. Um novo acesso já foi construído até o local.
A exemplo da Praia do Cerrado, que ampliou o movimento turístico em 30%, a expectativa é que o centro de entretenimento inspirado nos grandes parques internacionais, aumente o fluxo de visitantes já a partir da inauguração dos restaurantes, lojas e uma casa de espetáculos no próximo ano.(Com o MTUR).

AGORA É DIGITAL: CERTIFICADO PARA VIAGENS DE ANIMAIS AOS EUA

A emissão do Certificado Veterinário Internacional (CVI) para viagens com cães e gatos aos Estados Unidos agora é totalmente digital. O resultado é uma economia para o cidadão e para os cofres públicos: antes, o usuário gastava cerca de R$ 1,5 mil com a solicitação, serviços veterinários (vacinas e testes nos animais), entrega de documentação e retirada da autorização. O processo todo digitalizado deve custar menos de R$ 1 mil.
Quando houver acordo com todos os países, a economia para o setor público com o serviço será de R$ 13,5 milhões por ano, com queda de 86% em relação à despesa atual e, para os usuários, de R$ 5,2 milhões por ano (redução de 48% nos gastos), segundo estimativa do Ministério do Planejamento, que desenvolveu a plataforma. Os próximos acordos previstos são com os países do Mercosul e com a União Europeia. O governo investiu R$ 467 mil no projeto e prevê retorno em 13 dias de funcionamento do sistema.
INTERESSE - As normas para o trânsito de animais de estimação estão entre os serviços mais acessados no site do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa): cerca de 10 mil pessoas solicitam o CVI anualmente.
Para atender a esse tipo de demanda, é necessário que sejam mantidos 215 profissionais, sendo 194 veterinários, nas 80 unidades da vigilância agropecuária internacional, o Vigiagro, nos aeroportos, portos e postos de fronteira. Com a digitalização, serão necessários apenas 28 veterinários em dez unidades de atendimento.

NA ARENA CASTELÃO, DE 19 A 22/7 - CAMPEONATO ESTADUAL DO FESTEJO CEARÁ JUNINO 20187

Para comemorar os 20 anos do Ceará Junino, o Campeonato Estadual de Quadrilhas Juninas 2018 terá novo palco. Na próxima semana,  de 19 a 22, sempre a partir de 18h,  a Arena Castelão receberá a maior festa junina do Ceará, reunindo mais de 20 quadrilhas de todo o Estado e uma programação especial, com feira de artesanato e gastronomia, brincadeiras, apresentações artísticas e culturais, além de conversas com os Mestres e Mestras da Cultura, resgatando o saber tradicional popular nesse arraiá. Todas as atividades são abertas ao público, com entrada franca. 
Com o tema “Conexões Juninas: O Ceará em Festa", o Campeonato Estadual do Festejo Ceará Junino 2018 é um evento de culminância dos festivais regionais de quadrilhas juninas apoiados no XX Edital Ceará Junino 2018, da Secretaria da Cultura do Estado, realizado em parceria com o Instituto Assum Preto.  Com o campeonato, as quadrilhas juninas participantes concorrem ao título estadual, consolidado como o maior reconhecimento do Estado para o movimento junino.  
 Em 2018, o Campeonato Estadual do Festejo Ceará Junino conta também com o apoio institucional da Secretaria de Esporte do Estado e com o apoio das entidades que compõem o Comitê Gestor Junino. Essa edição vem trazendo novidades em sua programação já na escolha de seu local de realização: a Arena Castelão, um espaço amplo e pronto para receber todo o público cearense, de outros estados brasileiros e de outros países, que acompanham o movimento junino no Ceará.
NOVOS ESPAÇOS, IDEIAS E CONCEITO - O ciclo junino anualmente movimenta milhares de pessoas no Estado, configurando-se  como uma das manifestações mais fortes da cultura cearense, alavancando também a economia da cultura local. A partir disso, o Campeonato Estadual do Festejo Ceará Junino 2018 se destaca como evento prioritário de fruição artística e de democratização do acesso à cultura.
Durante quatro dias, o Campeonato Junino se tornará palco da cultura cearense, unindo as apresentações de quadrilhas em um espaço para se conhecer e celebrar as várias manifestações do ciclo junino.
Além de receber apresentações de grupos da cultura tradicional popular e apresentações de quadrilhas infantis, o evento contará toda noite com a presença dos Mestres e Mestras da Cultura, no Espaço "Mestra Convida", em que a mestra Mazé, da cultura junina, dialoga com vários mestres convidados, com mediação de diversos especialistas e gestores culturais.
O artesanato e a gastronomia também terão espaço na maior festa junina do Ceará. O Espaço “Coisas de São João" contará com exposição e venda de cordel, xilogravura, artesanato de reisado, bonecas de pano e cerâmica de artistas cearenses. Já o Espaço "Sabor Junino" traz os melhores quitutes de São João: bolos de milho, batata, pé de moleque, macaxeira e grude; milho assado e cozido; pamonha; canjica; pipoca; maçã do amor; alfenim; rapaduras; tapioca; beiju; café; aluá; mungunzá; baião; paçoca e muito mais.
O Espaço "Tá de Brincadeira?" contará com brincadeiras juninas comandas pelo Grupo Garajau, de Maracanaú. São casamentos juninos, correio do amor, adivinhações, xilindró, entre outras, para animar as noites de festa. E, por fim, o Espaço "Zé de Manu - Vitrola Junina" será lugar de muita música, do Forró da Meia Noite e de confraternização dos quadrilheiros.

SOLENIDADE NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA - POSSE ONTEM DOS FUNDADORES DA ACADEMIA CEARENSE DE TURISMO

Acadêmicos fundadores da ACT
Em brilhante solenidade na noite de ontem, no Auditório Murilo Aguiar, da Assembleia Legislativa do Ceará, foram empossados os sócios fundadores da Academia Cearense de Turistas. Prestigiaram o ato solene várias autoridades, parlamentares, presidentes de entidades e representantes das várias academias do Estado, bem assim  da cadeia produtiva que engloba o turismo.
A importante reunião teve como presidente o ex-Ministro do TCU e  presidente da Academia  Cearense de Letras, Ubiratan Aguiar,  ladeando-o  na mesa principal, entre outros, o secretáio de Turismo de Fortaleza, Régis Medeiros, no ato  representando o Prefeito Roberto Cláudio;  a presidente do Skal Nacional, Priscila ; o presidente do Skal Fortaleza, Epitácio Vasconcelos; o  presidente do Skal Cone Sul, Colombo Cialdini; .o primeiro presidente da Academia Cearense de Turismo, Pedro Carlos da Fonseca; o presidente da ABIH Nacional, Manoel  Cardoso Linhares; Coronel Austragesilo Rodrigues e o deputado Sérgio Aguiar. 
O discurso de posse, representando os colegas acadêmicos, foi de Pedro Carlos da Fonseca, usando também da palavra, entre outros oradores, o Acadêmico Ubiratan Aguiar, num discurso em que refletiu as angustias por que passam os brasileiros em assuntos cruciais para a Nação, sobretudo no desprezo que sem dado à educação e à cultura. 
No final da solenidade, os presentes foram brindados com um coquetel, ao som de selecionado show musical
OS FUNDADORES – São os seguintes os sócios fundadores da Academia Cearense de Turismo: 
Nº da Cadeira – Patrono e Acadêmico:  01, Stênio Azevedo - Priscila Cavalcanti.  02, Paes de Andrade - Austregésilo Rodrigues Lima.  03 Roberto Eduardo Matoso - Pedro Carlos da Fonseca.  04 - Everardo Montenegro - José Carlos Araújo. 05 - Habib Ary - Cláudio Ary. 06 - Clovis Arrais Maia - Luiz Gastão Bittencourt da Silva. 07 - Demócrito Rocha Dummar - Colombo Cialdini. 08 - Yolanda Vidal Queiroz - Selma Cabral. 09 Emílio Hinko -  Regis Medeiros . 10 - Osmundo Pontes - José Carlos Pontes. 11 Ivens Dias Branco - Tarcísio Porto. 12 César Cals Filho - Arialdo Pinho. 13 - Regina Marshall - Edgar Sá.  14 - Venelouis Xavier Pereira - Francisco Barreto.  15 - Murilo Aguiar -  Sérgio Aguiar. 16 - Edilmar Norões -  Manoel Linhares. 17 -  José de Alencar -  Catarina Marino. 18 - Pedro Lazar - Alexandre Pereira. 19 - Marçal Pinto de Castro - Sabino Henrique. 20 -  Lustosa da Costa - Silvana Frota.  21 -  Edson Queiroz -  Indira Guimarães. 22 - José Leite Martins - Ana Cláudia Martins.  23 - Rachel de Queiroz -  Camila Fernandes.  24 - João Luiz Ramalho - Regina Pinho.  25 - Julio Trindade -  Rodolphe Trindade.  26 -  Raimundo Cela -  Rosana Lima.  27 -  Tomás Pompeu Brasil - Paulo Guerra. 28 -  Oriá Serpa Neto -  José Erivaldo Arraes.  29 - Chico Albuquerque - Fábio Arruda.  30 - Miguel Dias de Souza - Murilo Pascoal. 31 - Eulálio Lafuente - José Rangel.  32 - Chico Anísio - José Valdo Mesquita Aires Filho.  33 Fenelon Gonçalves - Epitácio Vasconcelos.  34 -  Pedro Philomeno - Joaquim Cartaxo. 35 - José Mário Pinto - Laura Mary Marques Fernandes. 36 - Patativa do Assaré  - Luzia Neide Coriolano. 37 -  Assis Martins - Malu Cavalcanti. 38 -  Chico Albuquerque - Junior Feitosa,  39 - Vanda Palhano -  Kassio Cesar.  40 -  Padre Cícero -  Isaac Coimbra.
PROJETO DE FUNDAÇÃO – Deve-se ao Skal Internacional de Fortaleza o Projeto Skal Turismo Mundo Afora, com 12 (doze) ações estratégicas de promoção do mercado. Entre eles, está a fundação da Academia Cearense de Turismo – ACT, pioneira em âmbito nacional.  A ACT agrega profissionais das várias categoria do segmento turismo, entre  profissionais e empresas de Turismo, como transporte (aéreo, marítimo, fluvial, ferroviário, rodoviário e locadoras de veículos), viagens (operadoras turísticas e agências), organizações de turismo (governos e entidades de turismo não governamentais), meios de hospedagem e lazer, eventos, centros de convenções, organizadores de eventos, jornalismo especializado.