img { max-width: 100%; height: auto; width: auto\9; /* ie8 */ }

Pesquisar este blog

sexta-feira, 31 de março de 2017

FESTEJOS DE ANIVERSÁRIOS MOVIMENTAM CIDADES BRASILEIRAS

Marco Zero
RECIFE MANTÉM RITMO DE FESTA - Ainda com os acordes do frevo e do maracatu ecoando pelo seu belo cenário urbano após o Carnaval, um dos mais simbólicos destinos da folia de Momo no Brasil continuou em ritmo de festa. A mais antiga capital do país, a “Veneza Brasileira”, Recife, completou 480 anos no domingo (12) deste findante mês, proporcionando ao público eventos musicais, esportivos e de lazer.
Uma das novidades foi a programação, organizada pela Prefeitura Municipal, que se estendeu por diversas ruas do Recife Antigo. A região portuária, palco dos primeiros capítulos da história de Pernambuco, abrigou shows de renomados artistas locais. Entre eles, o instrumentista e dançarino Antônio Nóbrega e o cantor Almir Rouche, que no fim de tarde puxou o coro de parabéns, seguido do tradicional corte de bolo gigante em homenagem à cidade.
O Recife tem muito que se orgulhar do seu vasto e rico patrimônio, seja cultural ou imaterial. São exemplos:  O Museu Cais do Sertão, instalado no antigo Armazém 10 do Porto do Recife; o Paço do Frevo; o Teatro Santa Isabel; o conjunto arquitetônico formado pela Praça da República, os palácios Campo das Princesas, da Justiça; o Liceu de Pernambuco; mercados públicos tradicionais espalhados pela capital, como o São José, o mais antigo edifício pré-fabricado em ferro no Brasil;  a orla da Praia de Boa Viagem, onde o visitante tem chance de contemplar a paisagem de piscinas naturais banhadas pelas águas esverdeadas do Oceano Atlântico. 
OLINDA CELEBROU 482 ANOS - Bem perto da capital, a vizinha Olinda, palco de um deslumbrante centro histórico, celebrou 482 anos no mesmo dia e também vai ofereceu uma agenda cultural e esportiva ao público. As atividades começaram pela manhã com a Corrida das Ladeiras, no Alto da Sé, Catedral,  de onde é possível avistar o cenário composto por Recife e o seu litoral.
A programação envolveu ainda um cortejo de atrações artísticas no Sítio Histórico, iníciado à tarde com o Cavalo Marinho Boi Pintado de Aliança, no Mercado da Ribeira. Terra de um intenso Carnaval, berço dos famosos bonecos gigantes movidos ao som de frevo, Olinda possui arquitetura única, ostentando um casario antigo colorido ornado por ladeiras íngremes e diversas lojas de artesanato.
Monumento aos Açorianos, Porto Alegre
PORTO ALEGRE, 245 DE FUNDAÇÃO - O último domingo, 26, foi de festas em Porto Alegre. A capital do Rio Grande do Sul, agora com 1,4 milhão de habitantes, comemorou  245 anos. Fundada em 1772 por casais portugueses açorianos, a cidade é uma das mais importantes do país, com características próprias e um povo orgulhoso de seu passado e presente. Com uma história de lutas e vitórias no passado e um presente marcado pelo progresso, é considerada uma das mais arborizadas do país. Entre as mais destacadas atrações turísticas estão o parque Farroupilha, o Mercado Público, a Usina do Gasômetro e a Casa de Cultura Mário Quintana. Aos domingos, um dos principais pontos de encontro de POA, como a capital é carinhosamente conhecida, é o Parque da Redenção. O local fica bastante movimentado com a feirinha de artes e antiguidades.
Para os apreciadores da arquitetura, uma dica é a Fundação Iberê Camargo. Trata-se do primeiro projeto do arquiteto português Álvaro Siza no Brasil, a obra recebeu o Leão de Ouro na Bienal de Arquitetura de Veneza em 2002.  A Fundação tem uma área de 8.250m, às margens do Guaíba, e foi a primeira obra no Brasil a utilizar concreto branco aparente armado em toda a sua extensão.
O belo Rio Guaíba é um dos pontos turísticos favoritos dos gaúchos. O local tem uma profunda ligação com a história e a cultura da cidade. O Pôr do Sol é um espetáculo que vale a pena. O calçadão é um dos lugares mais conhecidos para a curtir o cair do dia. Seja para caminhar ou aproveitar os barzinhos instalados na região. (Com o MTUR).
Jardim Botânico
CURITIBA, ESPORTES E CULTURA - Na última quarta-feira (29), no aniversário da cidade, fundada em 1693, os curitibanos executaram vasta programação esportiva, com corrida de rua, passeio ciclístico e competições variadas, sem esquecer das apresentações culturais, em um dos principais orgulhos dos habitantes da capital paranaense: os parques. Eles simbolizam o gosto da população pelo verde e a organização da cidade. O Parque Barigui é um dos mais visitados, entre os 16 parques urbanos de Curitiba.
Os "Campos de Curitiba" que serviam de pouso para tropeiros entre o Rio Grande do Sul, São Paulo e Minas Gerais deram lugar a uma das mais modernas capitais brasileiras, mais tarde ocupada por imigrantes europeus. A forma mais prática para o turista conhecer Curitiba é por meio do ônibus especial para circuito turístico.
A linha especial percorre os principais atrativos da capital do Paraná. O circuito de 44 quilômetros é feito em 2 horas e meia. Os ônibus partem a cada meia hora da Praça Tiradentes, entre às 09h e 17h30, mas é possível iniciar o trajeto em qualquer um dos pontos de embarque. O turista pode descer e reembarcar até 4 vezes durante o dia e escolher os atrativos que desejar visitar. Os ônibus têm sistema de som e informações sobre os atrativos em português, inglês e espanhol.
Os principais atrativos da capital são: PRAÇA TIRADENTES - Marco zero da cidade, onde fica a Catedral de Nossa Senhora da Luz, em estilo gótico, restaurada durante o centenário em 1993. RUA DAS FLORES - A principal rua comercial da cidade foi transformada no primeiro calçadão do país, em 1972. JARDIM BOTÂNICO - Criado em 1991 seguindo o padrão dos jardins franceses, tem estufa em metal e vidro, museu botânico, mata nativa, trilhas e o espaço cultural Frans Krajcberg. MUSEU OSCAR NIEMEYER – é o maior e mais moderno museu do Brasil, projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer. O local também é conhecido como "olho" pela aparência do prédio. BOSQUE DO PAPA/MEMORIAL POLONÊS – O Memorial da Imigração Polonesa, é composto por casas de tronco e bosque nativo e foi inaugurado em 1980, após a visita do Papa João Paulo II. BOSQUE ALEMÃO – O local lembra as tradições dos alemães, primeiros imigrantes a se estabelecer em Curitiba. Destacam-se a trilha de João e Maria, os contos dos irmãos Grimm, a Casa Encantada, o Oratório Bach e a Torre dos Filósofos, com uma bela vista de Curitiba. ÓPERA DE ARAME - Construído em estrutura tubular, o Teatro Ópera de Arame, de 1992, é um espaço mágico que se integra à natureza do local. PEDREIRA PAULO LEMINSKI - É o palco de grandes acontecimentos culturais e artísticos de Curitiba e abrigo do Farol das Cidades, biblioteca informatizada conectada à Internet. MEMORIAL UCRANIANO – Fica no Parque Tingui em homenagem ao centenário dos pioneiros da Ucrânia, comemorado em 1995. Uma réplica da Igreja de São Miguel, da Serra do Tigre, em Mallet, interior do Paraná, com telhas de pinho e cúpula de bronze e museu. (Com o MTUR)
Farol da Barra - Salvador
468 ANOS DE SALVADOR : NOVE DIAS DE FESTA - Os 468 anos da capital da Bahia, comemorado também na quarta-feira última (29), tiveram comemorações iniciadas desde o sábado (25). Ao todo, nove dias de festa com música, teatro, exposições e arte de rua na programação que segue até o dia dois de abril. Boa parte dos eventos ocorre no corredor turístico do Rio Vermelho, Ribeira e Pelourinho, entre outros bairros, além de igrejas e espaços culturais. Uma batalha de rappers e o festival de grafiteiros completam a diversidade da arte urbana e o colorido da festa de todos os sons e tons baianos. Na Casa do Benin, espaço de cultura negra, no Pelourinho, a exposição “Telas da Cidade” retrata Salvador e seus encantos.
Entre os vários charmes de Salvador estão as “baianas de acarajé”, patrimônio imaterial e símbolo da Bahia. Elas têm um encontro marcado com os turistas em praticamente todas as esquinas e atrativos da cidade, como no Mercado Modelo, o maior mercado de artesanato da Bahia. Na Cidade Alta, ligada à parte baixa por outro símbolo do turismo de Salvador, o Elevador Lacerda, fica o Pelourinho, área reconhecida pela Unesco como Patrimônio da Humanidade, que se destaca pela arquitetura colonial e igrejas barrocas com mais de 800 prédios tombados.
Salvador se destaca, ainda, pela sua gastronomia e música de raízes africanas, sendo palco de um dos maiores carnavais do mundo. Mais da metade da população de Salvador é de origem negra. A religião também é uma característica marcante da cidade que é o centro do culto aos orixás no Brasil e tem no seu roteiro turístico o Dique do Tororó. No local, o visitante se depara com estátuas gigantes sobre o espelho d`água representando divindades do candomblé.
As festas de Nosso Senhor do Bonfim, no alto da Colina Sagrada, na Península de Itapagipe, e de Iemanjá, na Praia do Rio Vermelho, também estão no roteiro de quem visita Salvador nos meses de janeiro e fevereiro, respectivamente, ambas marcadas pelo sincretismo religioso.
Por causa de toda essa diversidade, Salvador é considerada uma terra alegre, bonita e rica, tanto pelos seus tesouros (palácios coloniais, igrejas e conventos), como pela exuberância da natureza na Baía de Todos os Santos. Uma terra mística, berço da capoeira, da história e da diversidade cultural do Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário