img { max-width: 100%; height: auto; width: auto\9; /* ie8 */ }

Pesquisar este blog

quarta-feira, 5 de setembro de 2018

CONFRARIA DOS JORNALISTAS DE TURISMO - VISITA E PROGRAMAÇÃO INTENSA NA CIDADE DE ILHÉUS

Confrades e Confreiras em Ilhéus/BA
A Confraria Nacional dos Jornalistas de Turismo realizou a sua última reunião na cidade de Ilhéus, na Bahia, entre os dias 25 a 28 passados. O encontro dos profissionais da comunicação teve como tema principal homenagem ao jornalista Hans Tosta Schaeppi, que faleceu no mês de maio passado.
A concentração dos profissionais brasileiros no aludido encontro ocorreu no Ilhéus Praia Hotel, uma das concepções do próprio Hans Schaeppi, por concessão dos sucessores daquele profissional. Houve intensa e vasta programação, a partir de uma sessão destinada a homenagear o companheiro desaparecido, até visitas aos pontos mais expressivos do turismo ilheense.
HOMENAGEM PÓSTUMA - O encontro em Ilhéus, inclusive, foi concebido pelo propósito de a Confraria prestar uma expressiva homenagem à memória do jornalista. O evento ocorreu na tarde/noite do dia 25, no Salão de Convenções do próprio Ilhéus Praia Hotel. Na oportunidade, os integrantes da Confraria entregaram a Kátia Schaeppi, filha de Hans e que representou a família, uma placa alusiva à homenagem, através da qual lhe concederam, postumamente, o título de “Membro Honorário” da Confraria.
Na oportunidade, o jornalista Carlos Casaes transmitiu, em mensagem, o propósito da Instituição, em reconhecimento a tudo quanto Schaeppi representou para o jornalismo de turismo, sobretudo para a própria cidade de Ilhéus, onde passou a maior parte de sua vida, ainda mais pela sua condição de grande defensor dos interesses do município. Casaes reivindicou às autoridades locais, através do seu Prefeito, a postura de um busto do homenageado em local de destaque numa artéria da cidade. Para tanto, solicitou o apoio do Presidente da Câmara de Vereadores, do Presidente da Academia de Letras de Ilhéus, do Presidente da ATIL (Associação de Turismo de Ilhéus) e da RM.
HOMEM DOS SETE INSTRUMENTOS -  Na presença das autoridades e amigos do jornalista falecido, Carlos Casaes evidenciou a multiplicidade de profissões que caracterizou a personalidade do homenageado, uma vez que ele exerceu mais de uma dezena de atividades intensas. Naquele momento, foi evidenciado ter sido Schaeppi engenheiro civil por formação intelectual, como tal, constituiu-se também em construtor, tendo concebido três unidades hoteleiras (uma em Salvador e duas em Ilhéus). Isto lhe valeu a condição de Hoteleiro. Ainda,, como proprietário de fazendas, foi pecuarista e agricultor, derivando, desta, a condição de Industrial, através da sua fábrica de chocolate. Ao lado disto, Schaeppi também teve intensa atividade intelectual, na qualidade de jornalista, através de colunas publicadas no vespertino “A Tarde”, de Salvador, e posteriormente na “Gazeta do Turismo”. Ainda demonstrando a sua acuidade intelectual, foi consagrado poeta, o que lhe valeu integrar a Academia de Letars de Ilhéus. Por fim, deu-se ao luxo de ser compositor de peças expressivas do cancioneiro popular brasileiro.
OS RM,– Schaeppi,  ao lado dessa multiplicidade de atividades profissionais, foi ainda o inspirador da criação de uma instituição que congrega expressiva parte de homens “maduros” de Ilhéus que é a RM, na sua tradução literal sigla que deriva do título “Rola Murcha”. São cidadãos de várias categorias profissionais, acima da fase sexagenária, que se destacam pela unidade de atitudes, sobretudo reunidos por um liame de intensa amizade.
Todos os sábados, ao meio –dia, os integrantes da RM reunem-se num restaurante de Ilhéus, onde se confraternizam e discorrem sobre os mais variados assuntos, inclusive do interesse da comunidade ilheense. Por sinal, a RM tem um hino, que é uma das peças mais expressivas composta pelo próprio Schaeppi, ele sempre presente às reuniões da RM.
PROGRAMAÇÃO INTENSA - A Confraria Nacional de Jornalistas de Turismo cumpriu uma vasta e excepcional programação em Ilhéus, da qual não faltou, sequer, visita ao Vesúvio, ponto de encontro dos coronéis cacaueiros, conforme descreveu Jorge Amado, encantando a todos pela sua atual configuração. No domingo, os jornalistas fizeram uma visita técnica ao conceituado Resort Canabrava, um dos maiores complexos turísticos brasileiros, de propriedade do empresário Ednei do Espírito Santo e administrado, hoje, pelo seu filho, Rafael, Presidente da ATIL.
Na segunda-feira, houve uma visita à Fazenda Yrerê, de Gerson Marques, que é Presidente da Associação dos Produtores de Chocolate do Sul da Bahia e Diretor da Secretaria de Turismo de Ilhéus. Naquela oportunidade, recebidos e acompanhados por Gerson, os jornalistas e sus acompanhantes conheceram como se processa todo o desenvolvimento do plantio, da cultura e da colheita do cacau, produto de maior valia daquela região.
Gerson, além de expor para os visitantes toda a cadeia de atitudes que constitui o plantio e o cultivo do cacau, no que contou com a participação de sua assessoria técnica, igualmente expôs como se segue o processamento que beneficia o produto até lhe transformar em chocolate. Na bela e aconchegante sede de sua fazenda, toda decorada com expressivas peças do estilo antigo, ainda proporcionou a degustação do suco de cacau e do chocolate, nas suas várias vertentes.
O presidente do Fórum de Turismo do Ceará, Pedro Carlos fala
na homenagem ao jornalista Hans Schaeppi
A DELEGAÇÃO - Da visita da Confraria a Ilhéus, participaram jornalistas de vários estados brasileiros, a exemplo de José Carlos de Araújo (Fortaleza-Ceará), Luiz Felipe Moura (Recife-Pernambuco), Flávio Gomes de Barros e Ivaldo Pinto de Barros (Maceió-Alagoas), Carlos Casaes e Edmundo Lemos (Salvador-Bahia), Sérgio Moreira (Belo Horizonte-Minas Gerais), Arnaldo Moreira (Rio de Janeiro) e Neneca Campos (Porto Alegre-Rio Grande do Sul). Destaque-se que, com os membros da Confraria, estiveram os acompanhantes, dente eles o engenheiro Pedro Carlos da Fonseca, presidente do Fórum de Turismo do Ceará e também da Academia Cearense de Turismo.
Para a efetivação de toda a programação cumprida pela confraria em Ilhéus, muito contribuiu o jornalista local, Roberto Santana, editor do veículo local “Folha da Praia”. Na elaboração de todo o programa, Roberto contou com o apoio dos proprietários do Vesúvio, do próprio Gerson Marques e de Ednei do Espítiso Santo e Rafael, seu filho, proprietários do Resort Canabrava.
Os jornalistas de turismo integrantes da Confraria Nacional estiveram hospedados no próprio Ilhéus Praia Hotel, uma das concepções de Hans Tosta Schaeppi, numa gentileza dos seus filhos e herdeiros, representados por Carlos Schaeppi.

Nenhum comentário:

Postar um comentário